Início Notícias Dorival Jr minimiza jejum de gols de Gabigol: “Ele é decisivo”

Dorival Jr minimiza jejum de gols de Gabigol: “Ele é decisivo”

Gabigol em Flamengo x Athletico-PR – Foto: Marcelo Cortes

UOL: Letícia Marques

Ontem (27), o Flamengo empatou sem gols com o Athletico, no Maracanã, no primeiro jogo das quartas da Copa do Brasil. Os cariocas dominaram a partida, no entanto, não conseguiram a vantagem. Gabi foi um dos jogadores que desperdiçou chances, porém Dorival Júnior saiu em defesa do jogador.

Este é o quinto jogo em que Gabi não marca e, neste período, concedeu apenas uma assistência. As atuações no novo posicionamento do camisa 9 vem gerando críticas, principalmente, pelo jogador não balançar as redes. Discordando, o técnico elogiou o atacante e a nova função.

“Nos momentos decisivos ele vai fazer, podem ter certeza disso. Gabriel é um jogador letal dentro da área. Ansiedade é um fator natural, agora o papel que ele está cumprindo taticamente, o que tem contribuído para nossa equipe, participação em muitos lances de gols, chances criadas, mobilidade, tem dado uma outra cara pra equipe, e isso é um fato tão importante quanto os gols que talvez nesse momento não tenha feito, mas que daqui a pouco, nos momentos que precisarmos, não tenho dúvida que ele estará presente”, antes de continuar:
“Tudo é questão de tempo, manter a confiança do jogador, ele está buscando isso e, quando menos se espera, o Gabriel se faz presente. São nos momentos decisivos que ele contribui mais diretamente para o conforto da própria equipe”, finalizou.

Com Dorival, Gabi atuou em 13 jogos – sendo 12 como titular. Foram quatro gols e uma assistência. Neste período, o camisa 9 atuou mais da metade ao lado de Pedro, que marcou nove vezes e deu cinco passes para gol.

Veja outras respostas

Retranca do Athletico
Nós nos preparamos para toda e qualquer situação. Imaginávamos a possibilidade de uma iniciação um pouco diferente, mas foi uma opção e nós respeitamos a decisão Procuramos e tentamos jogar, botar a bola no chão. Fizemos o jogo que sempre fizemos. Tivemos um número considerável de possibilidades reais de gol. Não conseguimos a finalização. É um jogo de 180 minutos, temos a consciência e está em aberto. As duas equipes tem merecimento para estarem onde estão.

Arbitragem
Não vou abordar. Nós temos que jogar e estamos jogando. O time tem essa condição. Jogamos para frente, queremos o gol. A arbitragem é um fato que não nos preocupa. Temos que ter atenção com a equipe e com a melhoria da equipe. Não vamos nos preocupar com arbitragem. São perdas, mas temos jogadores a altura. Estamos preparando todos para jogar. Naturalmente fico preocupado com a saída dos dois, mas estou confiante que quem entrar vai dar conta do recado e cobrir as nossas necessidades.

Jogo de volta na Arena da Baixada
Nós poderíamos levar a vantagem e ela não ser viável no jogo da volta. O jogo está em aberto. As duas equipes jogam buscando o gol. Na Arena, teremos um Athletico diferente e o Flamengo vai saber como jogar. O Flamengo sabe como enfrentar grandes adversários. É tudo questão de tempo e paciência. Vamos encaixar a forma que gostamos de jogar e teremos um aproveitamento melhor em relação às chances que criamos. O importante é que estamos melhorando, estamos evoluindo e a equipe está sentindo isso.

Enfrentar o Athletico pelo Brasileiro antes da Copa do Brasil
Dificilmente você consegue mudar a chave de um dia para o outro. Nós conseguimos fazer isso muito bem. É fase e fase, buscamos uma recuperação no Campeonato Brasileiro. É esse o espírito e não podemos perdê-lo. Queremos uma apresentação que nos direcione para o jogo decisivo.