Início Notícias “Era um porre”; Venê Casagrande expõe polêmica de Arão nos bastidores e...

“Era um porre”; Venê Casagrande expõe polêmica de Arão nos bastidores e revela conflito com defensor do Flamengo

A saída de Arão do Mengão deixou ruídos e causou reações entre os funcionários Rubro-Negros

Willian Arão deixou a Gávea rumo ao Fenerbahçe, após pedido de Jorge Jesus, comandante da equipe turca. O Mengão embolsou 3 milhões de euros (cerca de R$ 17 milhões) e estancar um problema interno do Rubro-Negro. Segundo o jornalista Vêne Casagrande, a relação de Arão dentro do clube,  não era saudável.

“Jogador comum e o Flamengo conseguiu ganhar R$ 17 milhões em cima desse jogador, que tem mais 30 anos. Jogador comum! Nos bastidores, ele ainda atrapalhava bastante. Por exemplo, a relação dele (Willian Arão), com o David Luiz não era das melhores”, revelou Venê em seu canal no YouTube.



Arão não tinha rusgas apenas com David Luiz, já que, de acordo com Vêne, sua saída foi um alívio para os funcionários do Mengão: “A saída do Arão é um alívio, vocês não têm noção. Teve funcionário tomando um vinhozinho para comemorar. O Arão era um porre nos bastidores, um saco. Ainda bem que a saída dele aconteceu nesse ano“, finalizou.



O volante e defensor já iniciou sua jornada no Fenerbahçe e nesta quarta-feira (27), o técnico Jorge Jesus viu a sua participação na Liga dos Campeões se encerrar mais cedo que o previsto. O Fenerbahçe foi eliminado da competição ainda na fase de pré, após a derrota por 2 a 1 para o Dínamo de Kiev, na Turquia. O gol do Dínamo foi marcado por Buyalskyy Vitaly, aos 12 minutos da segunda etapa. O lance que originou o gol teve a participação de Willian Arão, ex-Flamengo. O volante não acompanhou o jogador no gol que decretou a eliminação da equipe turca.

Fonte Bolavip