Início Notícias Mesmo com Pedro e Gabigol, Flamengo mostra pouca eficácia no ataque

Mesmo com Pedro e Gabigol, Flamengo mostra pouca eficácia no ataque

Crédito: RIO DE JANEIRO, BRAZIL – JULY 06: Gabriel Barbosa (L) of Flamengo celebrates with Pedro after scoring the fourth goal of his team during a Copa Libertadores round of sixteen second leg match between Flamengo and Deportes Tolima at Maracana Stadium on July 06, 2022 in Rio de Janeiro, Brazil. (Photo by Buda Mendes/Getty Images)

Ainda que conte com dois dos atacantes mais incensados do país, Pedro e Gabigol, o Flamengo é o time que mais perde chances claras de gol no Brasileirão Série A. O time tem 24 gols marcados no Brasileirão, mas seu indicador de expectativas de gol, o chamado XG, chega a 33,6.

O levantamento do feito pelo site Espião Estatístico, do ge.globo. O indicador de expectativas é considerado uma maneira mais exata de entender os números do que as finalizações, pois classifica as tentativas de gol de acordo com suas características. Assim, uma cobrança de pênalti em expectativa maior do que um chute de fora da área.

Outro time com alto índice de chances perdidas é o líder Palmeiras, cujo xG é calculado em 38,4 – o Verdão, dono de um dos melhores ataques do Brasileirão, marcou 28 gols. O que diferencia os dois clubes é que o Palmeiras tem uma diferença alta também na defesa – o índice é de 21,5 e o time levou apenas 12 gols, melhor defesa do campeonato.

O Red Bull Bragantino, dono do melhor ataque ao lado do Palmeiras, tem muito mais eficiência, com 29,8 de indicador de expectativa.

Os números das estatísticas tradicionais

Os dados do Footstats, que usam os indicadores tradicionais, mostram que pontaria não é o problema: o time acerta 41,6% das finalizações na direção do gol, índice pior apenas que do Internacional, com 42,24%.

O Palmeiras até tem mais finalizações certas que o Flamengo em números absolutos, 116 a 104 – o problema é que arrisca muito mais: foram 313 nas 19 primeiras rodadas, o que deixa o aproveitamento em 37,06%, enquanto o Rubro-Negro arriscou 250 vezes.

Isso faz com que, curiosamente, o Flamengo tenha menor proporção entre finalizações e gols marcados: um gol a cada 10,41 tentativas, enquanto o Palmeiras marca a cada 10,79 finalizações. Nesse ponto, o pior é o América-MG, que precisa de 19,9 finalizações para fazer um gol. E ninguém é tão eficiente quanto o Corinthians: um gol a cada 7,59 tentativas contra o adversário.

Publicado em Torcedores.com