Início Notícias “É impossível pensar no Flamengo sem o Pedro”, diz jornalista

“É impossível pensar no Flamengo sem o Pedro”, diz jornalista

Pedro, do Flamengo, mostrando a língua – Foto: Marcelo Cortes

UOL: Com sete gols nos últimos seis jogos, Pedro voltou a sorrir e ser feliz no Flamengo. Em grande fase, o atacante rubro-negro fez mais dois gols na goleada por 4 a 0 sobre o lanterna Juventude, hoje (20), diante de mais de 65 mil torcedores no Mané Garrincha. Isso em apenas 45 minutos, pois foi substituído no intervalo. Everton Ribeiro e Lázaro fecharam a conta para time de Dorival Júnior, que realizou um desejo antigo dos flamenguistas: ver Pedro e Gabigol jogando bem juntos.

Na Live do Flamengo, transmitida pelo UOL Esporte após os jogos do Mengão, os jornalistas André Rocha e Renato Maurício Prado encheram a bola de Pedro — eleito o melhor em campo. Segundo RMP, com pouco mais de um mês sob comando de Dorival, Pedro já se tornou um jogador indispensável entre os titulares. Para ele, mesmo com a chegada de Everton Cebolinha, será difícil tirar o centroavante do time.

“O time principal do Dorival é esse que começou o jogo, Cebolinha não vai ser titular tão cedo do Flamengo. Gabigol e Pedro estão começando a se entender, é impossível pensar no time titular do Flamengo hoje sem o Pedro”, afirmou RMP.

De acordo com Rocha, Pedro tem aproveitado o volume de jogo do Flamengo pelo lado direito — com Everton Ribeiro, Gabigol e Rodinei construindo jogadas em série — para ocupar a área e aproveitar os cruzamentos. Contra o Juventude, ele marcou duas vezes de cabeça, ambas no segundo pau. Aliás, desde a chegada de Dorival, mais de 35% dos gols do Fla acontecem de cabeça (inclusive os outros dois de hoje, de Everton Ribeiro e Lázaro).

“O Pedro está numa fase espetacular. Com o Flamengo com muito volume pelo lado direito, ele fica na segunda trave do outro lado só completando. Se continuasse no jogo faria mais um ou dois e poderia até repetir os quatro gols (que fez contra o Tolima na Libertadores), mas o Dorival fez bem em tirar porque ele jogou contra o Coritiba”, analisou o colunista do UOL.