Início Notícias Dirigente do Flamengo não se cala sobre Rodrigo Caetano e clima esquenta...

Dirigente do Flamengo não se cala sobre Rodrigo Caetano e clima esquenta nos bastidores: “Só queima cartucho e…”;

O próximo compromisso do Flamengo é diante do Juventude marcado para a próxima quarta-feira (20), às 20h30, no estádio Nacional de Brasília, em partida válida pelo Brasileirão

O Flamengo se classificou para a próxima fase da Copa do Brasil após vencer o confronto diante do Atlético-MG em um placar agregado em 3 a 2. Entretanto, a arbitragem acabou ganhando destaque de forma negativa sendo bastante questionada pela comissão técnica e jogadores do Galo. Por conta disso, dirigentes de ambas as equipes trocaram ‘alfinetadas’.

Mesmo com a classificação Rubro-Negra, as provocações entre as equipes seguem nos bastidores, conforme informações do portal ‘Torcedores’. Nesta segunda-feira (18), Rodrigo Dunshee, dirigente da equipe carioca, provocou a equipe mineiro por conta das reclamações com a arbitragem após o confronto diante do Botafogo.



Na conta oficial do ‘Twitter’, o cartola ressaltou que o Atlético-MG está passando vergonha com essas reclamações. “Esses caras não cansam de passar vergonha. É igual a história do Pedro e o Lobo. Ficar pedindo socorro toda hora, sem motivo, só queima cartucho e envergonha”, destacou.

Foto: Daniel Ramalho/AGIF
Foto: Daniel Ramalho/AGIF

Após o apito final no confronto diante do Botafogo, a equipe mineira reclamou da anulação do gol marcado por Keno e a não marcação de um pênalti em Ademir. Por conta disso, Rodrigo Caetano criticou a comissão técnica pela forma que conduziu a partida. Além de relembrar alguns erros que, para ele, foram cometidos contra o Galo na temporada.



“A gente faz o rito como é exigido no regulamento. Só não dá para ser velocidade para uns, morosidade para o Galo. Tem acontecido as solicitações do Galo e de outros clubes. Desde o jogo contra o Avaí que a gente pediu o áudio (do VAR), e não tivemos nem resposta. Nos causa estranheza, nos deixa chateados por termos dois pesos e duas medidas. Segundo a comissão de arbitragem, teve erro no jogo entre São Paulo e Palmeiras. Na mesma noite, houve a divulgação do áudio do VAR e o afastamento dos árbitros do VAR”, destacou.

Publicado em Bolavip