Início Notícias Gabigol revela provocação de jogador do Atlético-MG

Gabigol revela provocação de jogador do Atlético-MG

Gabigol em Flamengo x Atlético-MG – Foto: Marcelo Cortes

GLOBO ESPORTE: Gabigol usou seu perfil em uma rede social para provocar o Atlético-MG após o Flamengo vencer por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Maracanã. O atacante postou uma foto na qual segura um cartaz com a frase: “Bem-vindo ao inferno”. Na legenda, escreveu:

“Eu avisei ❤️‍🔥 Obrigado Nação pelo apoio.. Como é bom ser Flamengo, o RJ irá amanhecer rubro-negro!”

Gabigol fez alusão à declaração que disse após a derrota no jogo de ida por 2 a 1, no Mineirão. Na ocasião, falou que “lá eles vão conhecer o que é inferno”, ao se referir ao confronto de volta. A frase fez o Atlético-MG fazer denúncia ao STJD.

Nesta quarta-feira, com dois gols de Arrascaeta, o Flamengo venceu por 2 a 0 e avançou às quartas de final da Copa do Brasil – o próximo adversário será conhecido em sorteio a ser realizado na sede da CBF na semana que vem. Já na madrugada de quinta, em entrevista na zona mista do Maracanã, o atacante agradeceu o apoio da torcida e disse que o Galo, em especial um jogador, poderia ter levado o jogo mais a sério:

– O jogo por si só te causa motivação extra, era um jogo importante, contra grandes jogadores e contra um grande time. Lá, eles também fizeram uma grande festa. Foi muito lindo o que a torcida do Atlético-MG fez com mosaico e fogos. A gente sentiu a pressão deles. Como eu falei, acho que eles poderiam ter levado o jogo mais a sério, especialmente um jogador, que eu não vou falar. Eu falei para ele, ele sabe. Ele ficou puxando a bola, dando risadinha para o Dorival, dando risadinha para o nosso time, e eu falei para alguns que isso não se pode fazer. Eu sou um cara que brinco, que me motivo com algumas coisas, mas eu não desrespeito jogador nenhum, não fico dando risadinha. É claro, eu vou fazer gol, vou comemorar com minha torcida. Sou xingado, levo numa boa. Mas eu acho que isso que ele fez não é certo. E ele sabe o que ele fez.

Nesta noite, houve alguns tumultos antes de a bola rolar no Maracanã. O ônibus com os jogadores do Atlético-MG foi apedrejado na chegada ao estádio. Na entrada do setor Norte, torcedores do Flamengo sem ingresso invadiram o estádio.

Mais respostas de Gabigol

Apoio da torcida
A torcida compareceu, fez o seu papel. A gente também fez o nosso. Acho que a noite foi perfeita, mais uma que eu vou guardar com muito carinho. Graças a Deus tenho noites incríveis no Maracanã e essa, sem dúvida nenhuma, foi inesquecível. Desde o CT, no dia a dia, a gente pode viver essas coisas que só o Flamengo te faz viver. Nas redes sociais, em todos os lugares sentimos o apoio da torcida.

Momento do time
O Flamengo é um time em reformulação. A gente perdeu dois jogadores, estão chegando mais alguns. Temos muitos jogadores jovens, muitos sem sequência. A gente sabe que é difícil a torcida ter essa paciência, mas a gente precisa do apoio deles. Se continuar como está, com confiança e a evolução constante… No final do ano, quando interessa, se a gente chegar bem, temos chance de fazer um grande ano.Foi um jogo que mostra para gente que estamos no caminho certo. E, para torcida, que o apoio nos deixa muito fortes.

Importância da torcida
Muito feliz, eles (torcedores) entenderam o que eu falei, realmente hoje foi um inferno, para a gente chegar, para o Atlético chegar. Triste que eu soube que quebraram o ônibus deles, isso não faz parte da festa. Mas dentro de campo foi lindo, desde o aquecimento, o mosaico, os fogos, o vermelho e o preto do Flamengo no Maracanã. Foi uma noite inesquecível, vai ficar guardada para sempre, espero que a gente possa combinar mais infernos daqui para frente

Pedro
Pedro é um grande jogador, gosto muito de jogar ao lado dele, como gosto muito de jogar ao lado de outros jogadores. Me sinto muito confortável nessa posição. É claro que muda um pouquinho o meu jeito de jogar, mas, enquanto o Flamengo estiver ganhando e a gente fazendo gol, está tudo certo. Hoje conseguimos fixar bem a linha de quatro deles ali atrás, que era algo importante. Às vezes a gente não vai fazer gol, não vai dar assistência, mas é importante esse movimento para a equipe. Eu acabo jogando um pouquinho mais deslocado pelo lado direito, mas não é nada que eu não tenha feito já. Agora é continuar isso, o que vai trazer o entrosamento ideal é a sequência de jogos, que eu espero que a gente tenha. E quando jogar com outros jogadores eu espero aproveitar e dar meu melhor pelo Flamengo