Início Notícias “Atlético-MG favoreceu ao ambiente do Flamengo”, diz jornalista

“Atlético-MG favoreceu ao ambiente do Flamengo”, diz jornalista

Torcida do Flamengo comemorando – Foto: Gilvan de Souza

UOL: A declaração de Gabigol de que o Atlético-MG teria de encarar um inferno na partida contra o Flamengo no Maracanã gerou repercussão na diretoria do Galo, que reclamou e acabou subindo o tom na rivalidade entre os dois clubes em jogo que teve problemas fora de campo, mas um clima muito favorável ao rubro-negro.

No UOL News Esporte, Danilo Lavieri afirma que os dirigentes do Atlético-MG foram mal na reclamação pela frase de Gabigol e acabaram ajudando o Flamengo a turbinar o clima a seu favor no jogo do Maracanã.

“O Atlético-MG foi mal no episódio do bebedouro do Mineirão, foi mal agora no episódio do ‘bem-vindo ao inferno’, do Flamengo. O Atlético-MG também está deixando a desejar. Às vezes eles aumentam a polêmica. Com uma frase normal do Gabigol, o Atlético-MG acabou jogando a favor do Flamengo com toda essa polêmica”, disse Lavieri. “Acabou deixando em evidência alguma coisa que poderia passar normal, uma provocaçãozinha de jogo do Gabigol virou toda essa questão, no Rio de Janeiro tinha faixa de quilômetro em quilômetro na chegada do Atlético-MG, ‘bem-vindo ao inferno, faltam 10 km para o Maracanã’. O Atlético-MG acabou favorecendo esse ambiente para o Flamengo”, completou.



Renato Maurício Prado afirma que o Galo usou o as reclamações em relação à arbitragem do contra o São Paulo no último domingo justamente para pressionar visando o jogo contra o Flamengo no Maracanã e critica o que chama de ‘chororô’ por parte da direção atleticana.

“Esse negócio do vídeo não é para reclamar do jogo passado, é para fazer pressão no jogo seguinte. Os dirigentes do Atlético-MG foram na CBF, é um chororô impressionante, tiraram o título do Botafogo de clube mais chorão do Brasil, hoje é o Atlético-MG com folga”, conclui Renato.