Início Notícias "Saída dele não teria custos de…"; James quer deixar Catar e Flamengo...

"Saída dele não teria custos de…"; James quer deixar Catar e Flamengo 'apaga' US$ 5 milhões para investir em craque

Meia de 31 anos deseja sair do Al-Rayyan e um dos clubes que monitoram seus passos é o Mais Querido, junto do rival Botafogo

O Flamengo é o clube do chamado rol dos gigantes do Brasil que faz um mercado forte na atual janela de transferências. Nas últimas semanas, Marcos Braz e Bruno Spindel fecharam as contratações de Éverton Cebolinha, Arturo Vidal e o volante Walace deve ser o próximo. A Udinese, da Itália, já está ciente do interesse rubro-negro.

Outras carências no elenco de Dorival Júnior são um lateral-direito de confiança, já que, após o gol contra no último domingo (10) diante do Corinthians, Rodinei perdeu prestígio interno, e um meia de criação. O colega Diogo Dantas, do jornal “O Globo”, informa que o colombiano James Rodríguez ainda segue no radar do Mais Querido. 

O meia de 31 anos quer deixar o Al-Rayyan, do Catar, e prioriza a Europa, por isso recusou o convite do Botafogo, que, com o norte-americano John Textor, sonha com reforços de peso para o segundo semestre. No momento, a América do Sul está em segundo plano, mas isso pode mudar no decorrer da janela, que abre no próximo dia 18. 

Foto: Marcello Zambrana/AGIF – James Rodríguez fez sucesso na Copa de 2014, no Brasil, e interessa ao Flamengo

Intermediários também ofereceram James no Atlético-MG, que deu preferência à contratação de Alan Kardec. “O Flamengo observa a movimentação, já que busca um meia, mas não há qualquer negociação. Esses seriam alguns dos poucos clubes brasileiros que poderiam pagar um salário adequado a James, incluindo o próprio Botafogo”, escreveu Dantas em matéria desta quarta-feira (13). 



A saída de James do mundo árabe não teria custos de aquisição, o que facilitaria eventual acordo com o Flamengo. E olha que antes, o Al-Rayyan pedia US$ 5 milhões (cerca de R$ 27 milhões na cotação atual) para negociar o astro.

Para optar pelo futebol brasileiro, todavia, a janela na Europa precisa fechar nos principais campeonatos. O prazo se estende até setembro. Caso não haja ofertas das ligas do Velho Continente, o Brasil seria a próxima “prateleira” nas prioridades do colombiano ex-Real Madrid e Bayern de Munique. 

Fonte: Bolavip