Início Notícias Com promessa de festa e pressão, Flamengo usa torcida como trunfo na...

Com promessa de festa e pressão, Flamengo usa torcida como trunfo na busca por nova virada em mata-mata

“Lá eles vão conhecer o que é inferno”. Três semanas após a polêmica frase de Gabigol, Flamengo e Atlético-MG voltam a se enfrentar, nesta quarta-feira, para decidir uma vaga nas quartas de final da Copa do Brasil. Alvo de reclamações pelo lado mineiro, a declaração do camisa 9 serviu para inflamar a torcida rubro-negra, que promete transformar o Maracanã em cenário de alta pressão para os adversários.

+ Wendel na mira do Fla: veja sul-americanos vinculados a clubes de Rússia e Ucrânia

Após perder o jogo de ida por 2 a 1, o Flamengo precisa vencer por dois gols de diferença para avançar de fase. Uma vitória por um gol leva a decisão para os pênaltis. O duelo está marcado para começar às 21h30 (de Brasília), no Maracanã. O LANCE! acompanha o confronto em Tempo Real.

FESTA GRANDE NA ARQUIBANCADA

VIRADAS DO FLAMENGO EM MATA-MATA

Caso consiga reverter o placar diante do Atlético-MG e se classificar às quartas de final da Copa do Brasil, o Flamengo não viverá uma situação inédita. Em outras oportunidades, o clube rubro-negro saiu atrás do placar longe de casa nesta mesma fase, mas usou a força da torcida para virar o confronto dentro dos seus domínios.

Umas das viradas mais marcantes em competições mata-mata ocorreu na Copa do Brasil de 2013. Após perder o jogo de ida no Mineirão por 2 a 1, o Flamengo venceu o Cruzeiro por 1 a 0, no Maracanã, e avançou às quartas de final pelo critério do gol qualificado. 

Na Copa do Brasil do ano seguinte, uma virada ainda mais impressionante. O Flamengo perdeu o jogo de ida das oitavas de final por 3 a 0 para o Coritiba, no Couto Pereira, mas conseguiu reverter a situação no Maracanã. Vitória de 3 a 0 e classificação nos pênaltis.]

+ Confira a tabela e os resultados da Copa do Brasil

A memória mais recente na cabeça do torcedor vem das oitavas de final da Libertadores de 2019. Derrotado pelo Emelec por 2 a 0, no Equador, o Flamengo contou com um Maracanã lotado para repetir o placar e vencer nos pênaltis. O clube avançou às quartas e acabaria por conquistar a competição naquele ano.

Fonte: Lancenet