Início Notícias Fla vai focar nas Copas e empurrar o Brasileiro com a barriga

Fla vai focar nas Copas e empurrar o Brasileiro com a barriga

Victor Hugo em Corinthians x Flamengo – Foto: Marcelo Cortes

UOL: O Flamengo perdeu de 1 a 0 para o Corinthians neste domingo (10) e encerrou um tabu de nove jogos sem derrota para o rival. O gol da vitória corintiana foi marcado por Rodinei, contra, em um lance bizarro. Com a derrota, o Fla estacionou nos 21 pontos, na 9ª colocação, enquanto o Timão foi a 29 e encostou no líder Palmeiras. Em Itaquera, o técnico Dorival Júnior optou por escalar um time misto, de olho no jogo de volta contra o Galo das oitavas de final da Copa do Brasil.

Na Live do Flamengo, transmitida pelo UOL Esporte após os jogos do Mengão, os jornalistas André Rocha e Renato Maurício Prado criticaram o técnico Dorival Júnior pela escolha. Segundo Rocha, a escalação e a postura contra o Corinthians deram a impressão que o Flamengo vai administrar o Brasileirão e focar nas copas Libertadores e do Brasil. Para ele, o elenco rubro-negro não tem força para disputar todos os títulos.

“Estava todo mundo muito focado na quarta. O foco vai ser nas Copas, hoje essa impressão aumentou muito, pelas escolhas, pela escalação, pela postura do time, essa coisa de sair do estádio nos dois próximos jogos… Vai consertar o gramado do Maracanã pensando nos grandes jogos de Copa, e no Brasileiro vai empurrar com o barriga, porque já viu que dá para administrar um G-6.”

“Esse elenco tem muitos altos e baixo e não é confiável, esse é o problema de lutar nas três frentes. Se tentar encarar pode terminar como em 2021, sem nenhuma taça na mão. Se tentar ganhar tudo, pode perder tudo de novo, então o Flamengo vai focar nas Copas e administrar o G-6 no Brasileiro, de repente ganha a Libertadores e se garante. O Dorival precisa de resultado e o Flamengo vai atrás de algum título em 2022”, completou Rocha.


Na opinião de RMP, Dorival “jogou o Brasileiro fora” ao escalar um time B contra o Corinthians. Segundo o colunista do UOL, o técnico do Flamengo poderia ter mesclado mais o time em vez de apostar tão alto nos reservas e nos garotos da base.

“Estou revoltado com esse resultado de hoje, era fácil ter ganho do Corinthians, bastava botar um time um pouco mais forte, não precisava poupar tanta gente como poupou. Gabigol e Pedro podiam ter começado juntos desde o início, para que usar o Vitinho? Se ganha e elimina o Atlético-MG, todo mundo esquece, mas se for eliminado, o que é possível, ele jogou o Brasileiro fora com esse jogo.”

“Acho essa decisão de poupar tanto um erro, era um time B com o Gabigol. O Rodinei só não foi poupado porque Matheuzinho teve gripe, os três zagueiros eram reservas, João Gomes e Thiago Maia só jogaram porque não tem reserva. O Flamengo tinha a obrigação de tentar pelo menos o título, mas a situação está complicada. Com essa derrota de hoje, fica difícil a situação”, acrescentou RMP.

Com uma desvantagem de 2 a 1, o Flamengo recebe o Atlético-MG no Maracanã na próxima quarta precisando vencer por dois gols de diferença para chegar às quartas de final da Copa do Brasil. Vitória por um gol leva a decisão para os pênaltis. E o empate classifica o Galo.