Início Notícias Flamengo e Flu fecham acordo por nova licitação do Maracanã

Flamengo e Flu fecham acordo por nova licitação do Maracanã


Maracanã – Foto: Paula Reis / Flamengo

BLOG DO RODRIGO MATTOS: Flamengo e Fluminense fecharam os termos de um acordo para formar o consórcio para disputar a concessão definitiva do Maracanã. A proposta não inclui o Vasco depois da briga em torno da realização da partida com o Sport. A dupla Fla-Flu entende que tem mecanismo para atender os termos do edital sem outro time.

Os dois clubes já negociaram os termos da parceria definitiva para gerir o estádio. Houve trocas de minutas e o contrato estava por detalhes finais, segundo apurou o blog. Atualmente, a concessão é do Flamengo e o Fluminense é o interveniente. Para a licitação, os dois entrarão juntos como concorrentes.

Em evento no CT do Fluminense, o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, confirmou que haverá uma reunião com o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, para formalizar o acordo.

“A participação da licitação é entre Flamengo e Fluminense. O Vasco sempre se manifesta pela imprensa, mas não teve conversa [com Fla e Flu]. Atitudes como essa só dificultam mais a conversa”, disse Bittencourt no “Globo”.

O Flamengo também passou a descartar a participação do Vasco no grupo depois da briga pelo jogo com o Sport. Havia conversas entre os dois clubes anteriormente, com boa relação entre Landim e Jorge Salgado. Mas a briga acabou com o clima hoje para serem retomadas as negociações. Sem um terceiro clube, a dupla Fla-Flu entende que é possível, sim, atender os pré-requisitos da concorrência.

O edital inicial do Maracanã prevê que o concorrente tem que apresentar prova de que “possui direito de realizar no mínimo 70 datas oficiais de futebol”, sendo 54 delas do Brasileiro das Séries A e B ou competições internacionais. Inicialmente, a interpretação é de que isso exigiria a presença de três clubes no grupo.

Dirigentes do Flamengo e Fluminense estudaram o texto e entendem que é possível cumprir a obrigação sem a presença de outro time. Isso depende da interpretação do texto em relação a obrigações e contratos de jogos com clubes. Além disso, a percepção da dupla Fla-Flu é de que o Vasco terá dificuldade para fazer uma proposta que atenda o número de jogos já que prefere atuar parte dos jogos em São Januário. E o Botafogo, potencial parceiro, tem a concessão do Nilton Santos.

Se ganharem a concessão definitiva, Flamengo e Fluminense veem como certo que terão a possibilidade de definir o cronograma de jogos sem interferência política. A ideia é, sim, que os outros clubes como o Vasco tenham direito de jogar no estádio, mas dentro da conveniência dos dois clubes.

Em paralelo, o Flamengo começou a se mexer por um projeto de um estádio próprio em outra área da cidade. Há previsão de reunião com a prefeitura do Rio para discutir o assunto. Mas isso não tira o clube da licitação do Maracanã: o outro projeto serve como pressão e alternativa se o estádio público não der certo.

Até porque o governo do Estado do Rio de Janeiro tem enrolado com o processo de licitação do Maracanã. O primeiro edital de licitação foi feito em outubro de 2021 quando Fla-Flu já estavam há mais de dois anos no estádio. E, depois disso, o governo não fez mais nada, sempre prometendo definir o processo no mês seguinte.