Início Notícias Flamengo nega ‘blefe’ e vê projeto por estádio avançar

Flamengo nega ‘blefe’ e vê projeto por estádio avançar


Projeto de estádio para o Flamengo na Gávea – Arte: Eduardo El Khouri

O GLOBO: Por Diogo Dantas

O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim terá reunião, em breve, com a Prefeitura do Rio para apresentar um projeto de estádio na região do Parque Olímpico, na Barra, que teria a mesma capacidade do Maracanã e seria, no entendimento do clube, totalmente viável economicamente.

O encontro estava previsto para esta quinta-feira entre Landim e o prefeito Eduardo Paes. Entretanto, como Paes voltou de uma viagem à Europa apenas na quarta-feira, ambos não conseguiram marcar a data da reunião, o que deve ser feito ainda nesta quinta.

O tema é tratado com otimismo pelos responsáveis, que veem a solução caminhar bem, enquanto o assunto surge como elemento de pressão sobre o governo do Rio em relação ao palco, que é concessão pública cedido a Flamengo e Fluminense.

Atrás de alternativa: Flamengo pode desistir de participar da licitação do Maracanã
Em meio a uma temporada ruim no futebol, o tema estádio próprio deu uma trégua nas disputas políticas e pacificou a Gávea. Todos os grupos, de situação e oposição, veem a ideia de tirar do papel um novo palco como uma decisão acertada da diretoria. Para não dizer atrasada.

Até em setores do clube mais afastados do processo decisório e estratégico a possível jogada política para que o Flamengo tenha protagonismo na disputa pela concessão do Maracanã é tida como válida. Mas quem toca o projeto e o tema no clube descarta blefe. Vê desejo em massa da torcida, que critica a situação em que o clube se encontra no contrato de permissão vigente.

Nesta quinta-feira, Paes já tinha reunião marcada com Mario Bittencourt, presidente do Fluminense. Eles irão participar de um evento que anunciará o início das obras de urbanização no entorno do Centro de Treinamento do tricolor, em Jacarepaguá.



Botafogo e Fluminense incomodam
Também nesta quinta-feira, é aguardada decisão sobre o recurso do Flamengo, que moveu ação para derrubar a liminar do Vasco, que teve parecer favorável da Justiça para jogar no Maracanã domingo. O Flamengo alegou dano ao gramado e possíveis punições da Conmebol em caso de lesão de atletas no piso, e há temor ainda de que outros clubes façam valer a jurisprudência do Vasco. Entre eles, o Botafogo, cujo dono, John Textor, já emitiu queixar sobre o estádio Nilton Santos.

A postura passiva do Fluminense também incomoda o Flamengo, que vê a solução de estádio próprio como ideal para que não dependa de outros clubes para ter um mínimo de jogos em um contrato de concessão, fora a possível interferência do poder público em uma administração privada. A ideia do estádio próprio, antiga no Flamengo, tem seu novo capítulo, ainda sem muitas certezas além da que, para o torcedor, essa é a melhor solução para o clube ter o seu protagonismo pleno.