Início Notícias Lance do primeiro gol do Atlético-MG resume a passividade do Flamengo em...

Lance do primeiro gol do Atlético-MG resume a passividade do Flamengo em campo

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

O Flamengo ainda não conseguiu mostrar uma melhora condizente com as expectativas sob o comando de Dorival Júnior. Nesse sentindo, o Rubro-Negro foi dominado pelo Atlético-MG no confronto deste última final de semana, no Mineirão, pelo Campeonato Brasileiro. Na derrota por 2 a 0, o Mais Querido mais uma vez mostrou passividade dentro de campo, principalmente no setor defensivo.

 

Dessa forma, no primeiro gol da partida, o alvinegro mineiro chegou a ficar 35 segundos tocando bola na frente da área Rubro-Negra. Logo após, 31 toques na bola com a participação de oito jogadores: Guilherme Arana, Allan, Keno, Hulk, Mariano, Nacho, Otávio, Júnior Alonso. A bola encontrou novamente Nacho Fernández para abrir o placar da partida.  Dos 11 atleticanos em campo no momento, somente o goleiro Ederson, Nathan Silva e Vargas não participaram.

 

Além disso, na parte final da jogada, a defesa rubro-negra mostrou mais uma vez o despreparo dentro de campo. Isso porque, no recorte final, todos presentes na linha defensiva erraram. Matheuzinho largou Keno, que se antecipou a Rodrigo Caio, Pablo se encontrou perdido no lance e Ayrton Lucas não acompanhou Nacho.

 

Por fim, atrás do placar, o Flamengo em nenhum momento dos 90 minutos da partida mostrou que teria forças para buscar um empate, muito menos uma virada. Dessa forma, a equipe, foi dominada, e mesmo com alterações promovidas por Dorival Júnior, não conseguiu se impor em campo. Como resultado, o Rubro-Negro levou mais um gol, que encerrou o confronto.

Fonte: Diário do Fla

Quer ficar sempre informado sobre as últimas notícias do Flamengo? Instale o app do Flamengo para Android, e receba notícias do Flamengo em tempo real.