Início Notícias Em carta, Braz e Landim recebem apoio de sócios e conselheiros

Em carta, Braz e Landim recebem apoio de sócios e conselheiros

Foto: Reprodução

Rodolfo Landim e Marcos Braz, além de todo Departamento de Futebol, vem sofrendo muita pressão da torcida do Flamengo. A constante troca de treinadores e os recentes fracassos tem sido criticados pela Nação Rubro-Negra. Apesar da pressão, de acordo com o site ‘S1Live’, conselheiros e sócios demonstraram apoio a dupla Landim e Braz em carta, confira o documento que contou com mais de 120 assinaturas:

É com estranheza que nós, sócios e conselheiros do Clube de Regatas do Flamengo, signatários desta carta, vemos algumas narrativas sendo criadas através de matérias plantadas, movimentações políticas internas e ataques direcionados ao Departamento de Futebol, principalmente, à figura do Vice-presidente Marcos Braz e ao presidente Rodolfo Landim.

Primeiramente, vale deixar claro que todos somos favoráveis à profissionalização da gestão do clube, processo que vem acontecendo desde 2013, também no Futebol. Hoje, todas as pastas e áreas do Flamengo, sejam elas financeira, administrativa ou esportiva, têm a mesma estrutura: Vice-presidência, Diretoria Executiva, organograma com cargos, descrição de trabalho e metas definidas. No futebol não é diferente e fica difícil entender a real intenção de quem direciona somente para esta pasta a necessidade de profissionalização.

Não nos parecem justas todas as críticas que a atual Vice-presidência e o Departamento vêm recebendo. A Vice-presidência de Futebol do Flamengo é um cargo estatutário que precisa ser ocupado por alguém que preencha os requisitos necessários, ou acumulado pelo presidente, pois assim ainda rege o estatuto. Na atual gestão, como é de conhecimento de todos, foi criado um comitê, que não interfere no dia a dia da pasta, para dividir as tomadas de decisões estratégicas, evitando a centralização de todo o processo numa única pessoa.

O atual vice-presidente Marcos Braz tem um histórico vencedor, experiência no meio e é notoriamente atuante na função. O cargo que ocupa está sujeito a críticas e exposições, mas é preciso diferenciar críticas de ataques.

Sem dúvida alguma houve erros na gestão e no futebol, como acontece em qualquer processo, e devem ser corrigidos e aprimorados, sempre buscando os melhores resultados. Contudo, também há acertos e não podemos deixar de reconhecer o que esta certo.

Desde 2019, o Flamengo conseguiu mudar seu patamar esportivo e financeiro, atingindo números inéditos de receita, disputando praticamente todos os campeonatos com chances de conquistas e ganhando títulos.

Quem acompanha os balanços e balancetes do clube pode observar que o Departamento de Futebol teve superávit em todas as janelas de transferências, mesmo na montagem do time campeão de 2019.

O sucesso do futebol contribuiu para que a gestão elevasse as demais receitas, que atingiram patamar inédito no continente. Entre as conquistas estão 2 Brasileiros, 1 Libertadores, além de 12 taças, uma receita inédita de R$1 bilhão, o menor patamar de endividamento do clube e um aumento recorde de patrimônio. Isso deve ser reconhecido.

Por fim, ratificamos o apoio à gestão do presidente Rodolfo Landim, e seguiremos alertas, buscando o melhor para o Clube de Regatas do Flamengo”, escreveram na carta.

Fonte: Diário do Fla