Início Notícias "Formalizar a união"; Romão lidera Sport em confronto com Flamengo que não...

"Formalizar a união"; Romão lidera Sport em confronto com Flamengo que não aconteceu no campo em 87

Até hoje é tido como polêmica por muitos o Campeonato Brasileiro de 1987. Para uns, a Copa União é do Flamengo, reconhecida por canais de televisão toda vez que a equipe carioca conquista um novo Campeonato Brasileiro. Para outros, a conquista é do Sport, reconhecido pela CBF como o legítimo campeão daquele ano. Na rivalidade que nasceu com a discussão do título, e foi ressaltada em tempos de internet, clubes agora se enfrentam como instituição.

Mesmo com as discussões seguidamente revividas nas redes sociais, os torcedores de ambas as equipes se reconhecem como campeões brasileiros de 87. Utilizada muito mais como argumento para tirar uma onda com a torcida rival, dificilmente algum flamenguista ou um torcedor do Leão vai dar o braço a torcer. Este eterno embate, que não parece ter fim, acaba de ganhar mais um episódio. Mas dessa vez, ao invés do campo, a disputa é institucional.



Nesta quarta-feira (8) o Sport de Recife, juntamente com 24 outros clubes da Série A e B, comunicaram sobre o grupo contrário a Libra. O conjunto de times se encontrou na sede da CBF para se opor à criação de uma Liga Brasileira nos moldes discutidos recentemente. A discordância primordial com a Libra é a divisão financeira, que adota um modelo predefinido privilegiando os clubes de maior audiência na TV.

Agif/Rafael Vieira – Sport de Recife se opõe a Libra, defendida pelo Flamengo

O Sport agora terá uma rivalidade fora dos gramados com o Flamengo, uma das instituições que defendem a criação da Libra. O grupo de 25 clubes contrários a Libra é composto por: América-MG, Atlético-MG, Atlético-GO, Athletico, Avaí, Brusque, Ceará, Chapecoense, Coritiba, CRB, Criciúma, CSA, Cuiabá, Fluminense, Fortaleza, Goiás, Internacional, Juventude, Londrina, Náutico, Operário, Sampaio Corrêa, Sport, Tombense e Vila Nova.



Em nota divulgada nas redes sociais, o Sport informou que a reunião busca uma situação de igualdade entre os clubes. Há discordância no modelo de distribuição de renda, organizado em: 40% distribuído igualmente para todas as equipes, 30% pelo desempenho do campeonato anterior e 30% a partir das audiências registradas pelas televisões. O grupo contra a Libra ainda terá um estatuto para organizar legalmente suas oposições para a criação da Liga Brasileira.

Fonte: Bolavip