Início Notícias ‘Depois das declarações, Paulo Sousa perdeu a sustentação do vestiário’, diz Osvaldo...

‘Depois das declarações, Paulo Sousa perdeu a sustentação do vestiário’, diz Osvaldo Pascoal

Paulo-Sousa-Flamengo
(Foto: Marcelo Cortes)

No último domingo, o Flamengo foi derrotado pelo Fortaleza por 2 a 1, no Maracanã, em partida válida pela 9ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na pior atuação do ano, Mais Querido foi completamente dominado pelo adversário que não havia vencido ainda na competição.

Com o resultado, a pouca paciência dos torcedores com Paulo Sousa acabou de vez. O treinador foi muito xingado pelos torcedores junto com Rodolfo Landim e Marcos Braz, as declarações do português na coletiva não foram muito bem aceitas internamente.

Durante o programa ‘ESPN FC’, Osvaldo Pascoal garantiu que após os acontecimentos na partida do último domingo, Paulo Sousa está no ponto para deixar o comando do Flamengo. O comentarista afirmou que o treinador só continua se for vontade do presidente.

“Eu gostaria muito que o Paulo continuasse no comando do Flamengo, mas depois de ontem e das declarações pós-jogo. Se ele não caiu é porque ele está se segurando em alguma corda, ele está exatamente no ponto para deixar de ser treinador do Flamengo. Não sei se a multa vai segurar ou se alguém com poderes vai segurar o Paulo Sousa. Porque do jeito que aconteceu ontem, ele perdeu a sustentação do vestiário, só fica se o presidente segurar”, disse Osvaldo Pascoal.

Mauro Naves afirmou que acredita que o treinador só deva cair após o jogo contra o RB Bragantino, na próxima quarta-feira. O comentarista garantiu que o normal seria a queda de Paulo Sousa após a derrota do último domingo.

“Acho que o Paulo Sousa não cai antes do jogo do Bragantino, porque ele deveria cair ontem, inclusive acho que deveria ter caído após a derrota. Ele não caiu ainda devido a relação do Departamento de Futebol, a quem pense que Marcos Braz deve cair junto com Paulo Sousa, já que foi ele quem o contratou. Paulo Sousa deu vários motivos na coletiva para pedir o boné, ele foi para a coletiva e só falou nos erros individuais, como se ele não tivesse culpa de nada”.

 

Fonte: Diário do Fla