Início Notícias Flamengo reverencia Adriano após mais de 10 anos de feito marcante: “O...

Flamengo reverencia Adriano após mais de 10 anos de feito marcante: “O resto é história”

Se hoje a tal ‘geração 2019’ está acostumada a idolatrar figuras como Gabigol, Arrascaeta e Bruno Henrique, num passado não tão distante a situação era outra na Gávea. O Flamengo passou por um intenso processo de reestruturação no clube a partir de 2013 para poder alcançar os títulos nos últimos anos. Mas a 13 anos atrás, quem mandava nas redondezas da Av. Borges de Medeiros, era um tal Imperador.

Muitos torcedores relatam como difíceis os anos que antecederam o título da Libertadores de 2019. Após a mudança na presidência do Clube em 2013, que via Patrícia Amorim dando lugar a Eduardo Bandeira de Mello, o Rubro-Negro logo conquistou a Copa do Brasil naquele ano. O título que foi muito comemorado a época, posteriormente serviria como ilusão para uma equipe que só veria uma taça nacional novamente seis anos depois.



Foram temporadas batendo na trave, sentindo cheirinho e caindo em finais. O ano de 2017, por exemplo, foi marcante para o time do Urubu. As finais perdidas na Copa do Brasil para o Cruzeiro e da Sul-Americana para o Independiente, machucou durante muito tempo os adeptos do mengão. O heptacampeonato brasileiro viria em 2019, com o time de Jorge Jesus, após longa luta, traria fim a agonia na Gávea. Mas após 13 anos, nesta terça-feira (31), é o hexacampeonato que o Flamengo lembra por meio das redes sociais.

Foto: Reprodução Fla TV/YouTube – Adriano comemora feito de 13 anos atrás pelo Flamengo

Em 31 de maio de 2009 o torcedor do Flamengo enchia seu coração de esperança ao receber de volta um imperador que conquistou o mundo, mas que voltava para casa: o atacante Adriano. Na época, o time treinado por Rogério Lourenço estava na 10° colocação na tabela e se preparava para enfrentar o Athletico-PR, o então lanterna da competição. Em um Maracanã lotado com 70 mil pessoas, a festa teve direito a bandeiras penduradas por balões com o rosto do ídolo. Adriano Imperador marcava de cabeça e abraçava novamente os flamenguistas.



Assim como a publicação do flamengo diz “o resto é história”! O ídolo de 81 Andrade assumiria a parte técnica da equipe, que ainda contaria com Petkovic de volta ao clube. Em uma arrancada nunca antes vista, meses depois o Flamengo conquistaria o hexa e coroava o elenco de 2009. Hoje as redes sociais do Rubro-Negro lembram a volta do Imperador, um dia que devolveu a esperança a uma nação apaixonada.

Fonte: Bolavip