Início Notícias “Meu contrato será suspenso”; Medalhão cotado no Fla decide pausar a carreira...

“Meu contrato será suspenso”; Medalhão cotado no Fla decide pausar a carreira no futebol e informação chega a Landim no CRF

O Flamengo segue de olho no mercado da bola já visando novos reforços pontuais a partir de julho, quando reabre a janela de transferências. O vice-presidente de futebol flamenguista, Marcos Braz, sabe que algumas lacunas precisam ser preenchidas. O dirigente tem sido criticado pelas últimas contratações feitas e, por isso, precisará dar uma boa resposta.



No início deste mês, o portal “Torcedores.com” tinha informado que o lateral-direito Mário Fernandes foi oferecido ao Mengão e agradou bastante ao técnico Paulo Sousa. A posição tem sido um problema no CRF, nenhum jogador consegue se destacar e existe uma rotação de quem atua. Isla não aproveitou as chances, Rodinei idem e Matheuzinho ainda tenta ser mais confiável.

Nesta quarta-feira (18), uma notícia surpreendente sobre o lateral de 31 anos ganhou muita repercussão nas redes sociais. O defensor dará uma pausa na carreira. Não será uma aposentadoria, mas ele vai parar de jogar por tempo indeterminado. A informação foi passada pelo jornalista Fábio Aleixo, que colocou algumas declarações do próprio jogador no Twitter.



Ultimamente tenho sentido um colossal cansaço acumulado e grande exaustão, e não posso mais dar tudo o que sempre dei em benefício do PFC CSKA nos últimos anos. Jogo futebol profissionalmente há 13 anos, dos quais passei 10 anos no PFC CSKA. É hora de estar com a família. Além disso, como você provavelmente já sabem, este ano terei um filho. Mas quero estar perto do CSKA e vou acompanhar o seu progresso. Encontrei-me com o presidente do clube Evgeny Lennorovich Giner e o diretor geral Roman Yuryevich Babaev, expliquei a eles tudo. Pedi que me permitissem passar algum tempo com minha família no Brasil (…)disse o jogador antes de concluir.

(…) Sou muito grato a eles pelo fato de terem tratado meu pedido com compreensão e concordaram em me deixar ir, comunicando-se comigo como se fosse um filho. Depois da partida com o Rostov, voo para o Brasil. Meu contrato será suspenso. Ao mesmo tempo, se depois de um certo tempo eu perceber que ainda sinto forças para ajudar o CSKA, voltarei e continuarei jogando pelo clube Gostaria especialmente de deixar claro que estou deixando a Rússia não por causa dos recentes acontecimentos no mundo e nem por um período difícil na vida da equipe. Sempre ajudei e ajudarei o clube de todas as maneiras que puder”, acrescentou.

Fonte: Bolavip