Decisões de Braz são criticadas no Flamengo e jornalista aponta futuro: “Fadado ao fracasso”

Durante a noite desta terça-feira (17), o Flamengo volta a campo para mais uma partida da Copa Libertadores da América, desta vez contra a Universidad Católica. No Maracanã, o rubro-negro carioca receberá os rivais chilenos às 21h30, no horário de Brasília, como o líder isolado do Grupo H. Entretanto, apesar do sucesso no continental, a pressão sobre o futuro do técnico Paulo Sousa aumenta.

Com a “sombra” de Jorge Jesus no clube, o lusitano vê os próximos jogos como cruciais para ter seu cargo assegurado. Entretanto, expoentes da mídia dividem opiniões sobre o futuro flamenguista. O jornalista Vitor Guedes, durante o programa “UOL News Esporte”, comentou sobre e acredita que o rubro-negro deveria descartar Jesus, uma vez que ele foi “mau caráter” em sua declaração há algumas semanas.

“O Paulo Sousa não tinha currículo para dirigir o Flamengo, na minha opinião (…), dirigiu, na vida dele, times que não tem o tamanho do Flamengo: não é a Fiorentina do Brasil”, disse Guedes. Para ele, o fato de o clube carioca ter sido vice-campeão brasileiro e da América sugere que o trabalho não deveria ser começado “do zero” com o português, criticado por “jogar quatro meias no lixo” e “colocar Everton Ribeiro na lateral-esquerda”.

“Está fadado ao fracasso, há um mês de aviso prévio (…). Quando não há sintonia entre arquibancada e treinador, não vai”, comentou o jornalista. Para ele, as decisões do departamento de futebol, lideradas por Marcos Braz, não foram as melhores ao contratar o treinador. “O Flamengo errou no técnico, deveria admitir o erro. Se não trocar a tempo, vai perder a temporada”, completou Vito Guedes.





Fonte: Bolavip