P. Sousa permanece, mas outra demissão vira pauta no Fla e presidente fica pressionado para resolver situação

O Flamengo segue em preparação para o confronto contra o Botafogo, neste final de semana, pelo Campeonato Brasileiro. O Rubro-Negro está pressionado por conta dos tropeços nas últimas partidas e o desempenho abaixo do esperado também faz com que Paulo Sousa seja questionado pelos torcedores flamenguistas.



Jorge Jesus ainda botou “lenha na fogueira” e o clima ficou ainda mais quente. O Mister disse com todas as letras que deseja retornar ao Mais Querido, mas sua declaração não caiu nada bem nos bastidores e a direção descarta completamente trazê-lo de volta para demitir Paulo Sousa. Assim, o atual técnico está garantido no cargo do Flamengo.

Com “PS” mantido, quem está “na mira” dos conselheiros e de alguns dirigentes do Fla é o chefe do departamento médico do clube carioca, Márcio Tannure. Os problemas do DM são muitos e isso acontece desde 2020. Hoje, o Rubro-Negro tem vários atletas fora de combate e muitos culpa os médicos do Fla, que não conseguem solucionar essa situação.

O nome de Tannure esteve em pauta para sair no ano passado, ainda na época do Renato Gaúcho, mas Landim não quis mexer nisso naquele momento. Por outro lado, o clima fica cada vez mais difícil e o profissional sabe que não tem mais tanto respaldo como em outras épocas, principalmente quando Jorge Jesus ainda estava no clube.

A reportagem do Bolavip Brasil apurou que até algumas sugestões de quem poderia substituí-lo já foram até falados nos bastidores caso a demissão de Tannure ocorra em algum momento. É bem provável que essa pressão só aumente quando chegar os jogos mais decisivos e o elenco não estiver completo.

Fonte: Bolavip