Início Notícias ‘Trabalho de Paulo Sousa é inconstante, mas tem alguns méritos’, declara jornalista

‘Trabalho de Paulo Sousa é inconstante, mas tem alguns méritos’, declara jornalista

Foto: Marcelo Cortes/Flamengo

O Flamengo empatou com o Talleres em 2 a 2 e encaminhou a classificação para as oitavas de final da Libertadores. O time rubro-negro teve uma atuação muito ruim no primeiro tempo e foi para o intervalo sem ter finalizado. Na etapa final, Paulo Sousa mexeu na equipe e o jogo melhorou. Arrascaeta e Pedro foram responsável por garantir que o Mengão voltasse da Argentina com um ponto na mala.

Durante a “Live do Flamengo”, no portal “UOL”, Rodrigo Mattos analisou o desempenho rubro-negro e criticou as escolhas iniciais de Paulo Sousa, mas destacou que o treinador conseguiu corrigir com as mudanças feitas no segundo tempo.

“O Paulo Sousa foi mal no início, porque armou um time sem criatividade, mas quando ele trocou o time deu uma melhorada, fez um segundo tempo melhor que o Talleres, as substituições tornaram o Flamengo melhor. Foi razoável, o Talleres tem um time inferior tecnicamente, mas tinha o ambiente, estádio com 40 mil pessoas, alguns bons jogadores, alguns elementos que complicam um jogo de Libertadores. Pelo desempenho, foi um bom resultado.”

“O trabalho dele é inconstante, mas tem alguns méritos, teve alguns bons jogos, do São Paulo, do Palmeiras, mas sinto dificuldade em ter uma opinião definitiva. Apesar de quatro meses de trabalho tem muito jogador fora, ele não consegue fazer rodízio, o time não consegue manter a intensidade, está muito alquebrado, então não tenho um diagnóstico definitivo.”

“Não está claro se o trabalho dele vai funcionar, são muitas circunstâncias, tem méritos, tem problemas, boas atuações, outras irregulares. Ele está tentando encaixar um esquema que não combina muito com o elenco, mas as ideias não são ruins, e teve algumas coisas que melhoraram, como a bola parada, o Flamengo tomava muito gol de bola parada e hoje toma muito pouco. O Paulo Sousa tem méritos e alguns defeitos também”, analisou Mattos.

Apesar da críticas, Rodrigo Mattos destacou as oportunidades que Paulo Sousa tem dado para a base rubro-negra. Além de Lázaro, o treinador colocou Victor Hugo, 17 anos, no segundo tempo da partida. “O grande mérito do Paulo Sousa do Flamengo é a oportunidade e confiança nos garotos base.”

Fonte: Diário do Fla