Início Notícias ‘Estou viajando desde sexta-feira, para ver o Mengão vale tudo’, diz torcedor

‘Estou viajando desde sexta-feira, para ver o Mengão vale tudo’, diz torcedor

Fabrício-Torcedor-do-Flamengo
Fabrício, 27 anos, vendedor (Foto: Gustavo Henrique Dando Choque)

Flamengo e Talleres se enfrentam nesta quarta-feira, às 19h, no Estádio Mário Alberto Kempes, em partida válida pela 4ª rodada do Grupo H, da Libertadores. Paulo Sousa e seus comandados tem a oportunidade de com uma vitória carimbar de vez a classificação para a segunda fase da competição.

Diferente do duelo contra a Católica, desta vez o número de rubro-negros no estádio deve ser bem menor. Como Córdoba é um pouco distante de Buenos Aires, e o Flamengo terá os próximos dois jogos em casa, a expectativa é que poucos rubro-negros estejam na Argentina.

Mas os rubro-negros que estarão presentes sem dúvidas farão a festa e empurrar o Mais Querido em busca de mais uma vitória. Como é o caso do rubro-negro Francisco, de 27 anos, que é vendedor e mora na cidade de São João Del Rei, em Minas Gerais. O torcedor confidenciou para Gustavo Henrique Dando Choque que está viajando desde sexta-feira para ver o Mengão na Libertadores.

“Estou viajando desde sexta-feira para ver o Flamengo, peguei um ônibus da minha cidade para o Rio de Janeiro. No domingo peguei um avião do Rio de Janeiro para Buenos Aires, dormi na cidade de domingo para segunda e vim direto para Córdoba. Foi um caminho longo com bastante chão para ver o Mengão, porque para ver o nosso time vale tudo”, disse Francisco.

O torcedor está confiante na vitória do Flamengo, com gols de Gabigol. Francisco também falou que sempre está no Rio de Janeiro para acompanhar os jogos do Mais Querido e que essa é a sua primeira vez fora do país, o mineiro fez questão de agradecer ao seu chefe por permitir que ele esteja nos jogos.

“Minha expectativa para o jogo é que o Flamengo vença por 2 a 1, com dois gols do Gabigol para chegar logo no recorde e se tornar o maior artilheiro da Libertadores. Tenho acompanhado muito o Flamengo no Rio de Janeiro, sempre estou nos jogos. Mas fora do Brasil, essa é a primeira vez. Trabalho em uma loja e dou sempre um jeito de estar nos jogos, consigo descolar umas folgas, como o patrão também é flamenguista, acaba dando certo”.

Fonte: Diário do Fla