Flamengo segue invicto na Libertadores após vencer Universidad Católica fora de casa

Foto: Gilvan De Souza / Flamengo

O Flamengo venceu mais uma pela Copa Libertadores e manteve a campanha invicta no torneio. Dessa vez, a vitória veio em cima da Universidad Católica, do Chile, fora de casa por 3 a 2. Em grande noite, Bruno Henrique e Gabigol foram decisivos no confronto e Lázaro voltou a brilhar com o Manto sagrado.

 

O jogo 

O Flamengo começou a partida a todo vapor. Dessa forma, sem sentir a pressão da torcida adversária abriu o placar logo aos 7 minutos com Gabigol. O artilheiro Rubro-Negro recebeu linda bola enfiada de Bruno Henrique e saiu livre de frente para o goleiro para finalizar com a perna esquerda e marcar para o Mais Querido.

Contudo, pouco tempo depois a Universidad Católica aproveitou um erro de marcação na zaga do Mengão para empatar a partida. Sendo assim, em um deslize do Mengão, o atacante Zampedri recebeu livre na área defensiva do Flamengo e ao ajeitar a bola para o companheiro de ataque Orellana, Isla interferiu e marcou contra para empatar a partida aos 15 minutos.

Dessa forma, o Mais Querido chegou a correr o risco de sair para o intervalo com o empate no placar. Todavia, a dupla Bruno Henrique e Gabigol voltou a brilhar na partida. Dessa vez, após linda jogada de Arrascaeta no meio campo, o uruguaio achou lindo lançamento para o camisa 27 em velocidade alcançar a linha de fundo. Posteriormente, BH apenas precisou cruzar para o camisa 9 do Mengão empurrar a bola para o fundo do gol adversário.

 

Dessa forma, o Flamengo foi para o intervalo com a vantagem mínima no placar. Precisando do resultado, a Universidad Católica se postou mais no campo de ataque no segundo tempo. Como resultado, a equipe de Paulo Sousa tinha dificuldades para sair da pressão do adversário e buscava explorar jogadas de contra-ataque, principalmente com a velocidade de Bruno Henrique.

O susto e a calmaria 

Com o adversário melhor em campo, o Rubro-Negro chegou a levar um grande susto aos 17 minutos quando Fuenzalida acertou um chute com força que explodiu na trave do gol de Santos. Assim, o Flamengo foi dando sopa para o azar e viu a Universidad Católica flertar com o empate. Contudo, ao perceber a situação da equipe, Paulo Sousa fez alterações precisas no time.

Pedro, Marinho e Lázaro, peças que entraram no momento de baixo desempenho do Mengão na partida foram crucias para a confirmação do excelente resultado no Chile. Nesse sentindo, a jogada do gol decisivo da partida saiu do trio que entrou em campo no segundo tempo.

Primeiramente, o camisa 9 pressionou a saída de bola adversária, o que ocasionou no erro que originou a roubada de bola de Marinho, já no campo ofensivo. Assim, o camisa 31 precisou apenas ter tranquilidade, esperar Lázaro passar entre os zagueiros adversários para enfiar a bola para o Garoto do Ninho decidir o confronto aos 39 da segunda etapa.

Por fim, Buonanotte diminuiu nos últimos minutos da partida mas já não havia tempo para mais nada. Porém, a facilidade de infiltrar na defesa Rubro-Negra chamou a atenção nesta noite. Detalhe tático que Paulo Sousa deverá corrigir com a equipe nas próximas semanas de trabalho no Ninho do Urubu.

Fonte: Diário do Fla