Início Notícias Após episódio envolvendo Diego Ribas e jornalista, ACERJ cobra providências

Após episódio envolvendo Diego Ribas e jornalista, ACERJ cobra providências

(Foto: Gilvan de Souza)

Na tarde da última terça-feira, um caso curioso aconteceu na sala de coletiva no CT do Ninho do Urubu. Enquanto fazia uma entrevista com o volante Thiago Maia, o repórter do SBT, Venê Casagrande foi surpreendido pelo meia Diego Ribas.

O camisa 10 do Flamengo, entrou na sala gravando um vídeo no seu celular interrompendo a entrevista e falando palavras para o repórter “O homem das meias-verdades no Ninho do Urubu. Vale tudo”, disse Diego Ribas.

O repórter ficou claramente constrangido com a atitude do jogador, e o vídeo rapidamente viralizou nas redes sociais. A atitude de Diego Ribas dividiu opiniões, muitos aprovaram devido aos conteúdos escritos pelo jornalista, outros foram contra.

Nesta quarta-feira (27), após o episódio a ACERJ (Associação de Cronistas Esportivos do Rio de Janeiro) decidiu através de uma nota oficial se manifestar sobre o ocorrido no Ninho do Urubu. A associação cobrou que providências sejam tomadas.

Veja abaixo a nota oficial na íntegra:

“A ACERJ vem a público manifestar apoio e solidariedade ao associado Venê Casagrande, vítima de constrangimento por parte do atleta Diego Ribas, nas dependências do Clube de Regatas do Flamengo. Manifestamos também pleno repúdio à atitude do referido jogador, que, no local de trabalho da imprensa, fez imagens com celular e agrediu verbalmente o associado, chegando a constranger também o atleta Thiago Maia, que lhe dava entrevistas no momento. Por fim, a ACERJ conclama o Clube de Regatas do Flamengo a tomar providências e cuidar para que nunca mais se repitam fatos como este, que não coadunam com a tradição de gentileza, boa relação e acolhimento do clube com os jornalistas.”

Fonte: Diário do Fla