"Não é desculpa, mas dificulta"; Pablo aponta um dos fatores que culminaram a derrota do Flamengo

( Foto: Robson Mafra/AGIF)

O Flamengo jogou mal e saiu derrotado da Arena da Baixada, contra o Athletico-PR, na noite deste sábado (23). Mas mesmo com a derrota do Rubro-Negro, há coisas positivas que poderão ser tiradas do jogo, uma delas foi a estreia do Pablo na equipe. Em entrevista após o apito final, o camisa 30 falou sobre esse momento.

Na partida, Pablo foi líder de desarmes, com cinco no total. Segundo ele, o jogo foi difícil, mas o atleta crê que fez um bom jogo: “Claro que tenho que ter mais ritmo de jogo, conhecer mais os nossos jogadores. Infelizmente saímos com a derrota daqui, mas vamos levar alguma coisa positiva como a nossa entrega e a força de vontade para o próximo jogo.”



O jogador afirmou que sentiu menos o peso da estreia, pois ele não atuava desde o dia 12 de dezembro, quando o Lokomotiv venceu o UFA por 2 a 0, pelo Campeonato Russo. Além da flata de ritmo, Pablo também voltava de uma lesão no joelho direito: “O departamento médico do Flamengo foi muito eficaz nisso, me recuperei antes do tempo. Me sinto bem. Claro que depois de um jogo muito intenso a gente tem algum desconforto, mas nada que me prejudique durante a semana para eu ficar à disposição do mister.”

( Foto: Robson Mafra/AGIF)

Além disso, o jogador falou sobre o gramado sintético da Arena da Baixada, ele exaltou a força do Furacaõ em casa, mas que o Flamengo precisa ter mais cuidado, principalmente no contra-ataque: “Fizeram o gol, ficaram só esperando o nosso erro sempre no contra-ataque. Acredito que esse foi o nosso grande defeito. Nós não podemos usar como desculpa de falar sempre do gramado. E o sintético é totalmente diferente do que a gente treina diariamente, mas dificulta com certeza. Temos de nos adaptar e não tem que ter desculpa. Nosso time é qualificado e se adapta a qualquer tipo de gramado.”



Fonte: Bolavip