CBF sonha com Guardiola para substituir Tite

Foto: Phil Noble/Reuters

Tite declarou recentemente que irá deixar o comando da Seleção Brasileira após a Copa do Mundo de 2022. Dessa forma, a CBF já começa a se mexer para contratar um novo treinador e o nome de Pep Guardiola é o preferido. A informação é do jornal espanhol “Marca”. Apesar da entidade preferir manter o silêncio, o “GE.com” apurou que quando o presidente ainda era Rogério Caboclo, a Confederação Brasileira de Futebol sondou os valores cobrados pelo técnico do Manchester City.

O jornal espanhol afirma que processo de escolha de um novo treinador já vem sendo trabalhado por Ednaldo Rodrigues e que a CBF tem trabalhado com diferentes nomes. O “GE.com” entrou em contato com o atual mandatário da entidade, que foi breve na resposta.

“Só falo sobre isso após o fim da Copa do Mundo.”

O “Marca” destaca que a vontade da diretoria é melhor ter um técnico estrangeiro no comando da Seleção Brasileira. Além disso, o jornal detalha até a possível proposta da CBF para Guardiola. A ideia é oferecer um contrato de quatro anos, visando a Copa do Mundo 2026, salário de cerca de 12 milhões de euros líquidos anuais. Esse valor é considerado alto para a entidade, mas abaixo do que o treinador recebe no Manchester City, algo en torno de 20 milhões de euros líquidos anuais.

Ainda na época de Rogério Caboclo, a CBF sondou Guardiola e recebeu um torno de que os valores ficariam em 15 milhões de euros anuais (quase R$ 80 milhões por ano). Recentemente, o jornalista Fred Caldeira, da TNT Sports, entrevistou Pep e perguntou sobre a despedida de Tite, mas o técnico espanhol foi breve na resposta.

“O Brasil tem muitos bons treinadores brasileiros que devem treinar a Seleção. Debate encerrado.”

A Seleção Brasileira será cabeça de chave de grupo G, que também terá Sérvia, Suíça e Camarões. A competição começa no dia 21 de novembro e será decidido no dia 18 de dezembro. Serão 32 seleções disputando o título do maior torneio de futebol do mundo.

 

Fonte: Diário do Fla