Palmeiras é o time mais valioso da Libertadores e Gabriel Barbosa tem valor semelhante ao clube não brasileiro ou argentino mais bem ranqueado

A Copa Libertadores da América está de volta e os primeiros jogos da fase de grupos começam a acontecer. E os times vem investindo pesado em seus elencos visando não apenas conquistar a Glória Eterna, e uma vaga no Mundial, mas a premiação de US$ 25 milhões (R$ 142,6 milhões) que o campeão do torneio continental receberá, valor muito superior ao entregue pela Sul-Americana, outra competição organizada pela Conmebol, e que premiará o campeão desta edição com US$ 5 milhões (R$ 28,6 milhões).

E alguns clubes contam com uma vantagem importante para a disputa, que é justamente um poder financeiro superior que permite a montagem de elencos de estrelas caras e com um alto nível de competitividade. Um exemplo disso é o atual bicampeão da Libertadores, o Palmeiras, que se mantém soberano como o clube mais valioso da competição. Outro detalhe que reforça a teoria da forte influência de um elenco caro na capacidade de disputa é que a competição é dominada por brasileiros e argentinos, justamente os países com times no TOP 10 dos clubes mais valiosos da Liberta.



Brasil e Argentina conquistaram 11 das 12 últimas edições da Libertadores, sendo oito para times brasileiros e três para os hermanos. O único time que impediu a exclusividade das nações foi o Atlético Nacional, da Colômbia, em 2016. E mais uma vez os países são favoritos absolutas na briga pelo título deste ano.

E o fator financeiro foi determinante para o resultado do torneio, o troféu poderia ser entregue ao Palmeiras que mais uma vez chega para a competição com o elenco mais caro. Segundo o site especializado no mercado da bola, o Transfermarkt, o Verdão tem um elenco de jogadores com média de 25 anos, e um valor de mercado de 162 milhões de euros, mais de R$ 827 milhões na cotação atual, um valor seis vezes maior que o Cerro Porteño, primeiro time na lista não brasileiro ou argentino.



O time paraguaio comandado por Chiqui Arce, tem um elenco avaliado em 28,45 milhões de euros, pouco mais de R$ 146 milhões, valor semelhante ao pago pelo Flamengo ao jogador mais valioso da competição. Trata-se de Gabriel Barbosa, que é 2,45 milhões de euros mais barato que toda a equipe do Cerro Porteño. Situação que demonstra um pouco do abismo financeiro entre as equipes na competição. Dos 24 times, o Cerro Porteño é o clube não brasileiro ou argentino mais bem avaliado, e o time não chega integrar o TOP 10 entre os inscritos para a competição.



O Flamengo de Gabriel Barbosa é o segundo mais valioso da competição e tem um elenco inscrito na Libertadores com valor de mercado 2,15 milhões de euros mais barato que o Palmeiras e avaliado em 159, 85 milhões de euros, mais de R$ 821 milhões.



No terceiro lugar vem o clube argentino River Plate, com um elenco avaliado em 134,7 milhões de euros, cerca de R$ 692 milhões. Em quarto vem o Atlético-MG, o Galo tem um elenco avaliado em 113,25 milhões de euros, mais de R$ 581 milhões. E, para fechar o TOP 5, vem o Boca Juniors com um elenco de 99,70 milhões de euros, cerca de R$ 508 milhões.

Fonte: Bolavip