‘Flamengo está precisando de uma reflexão geral mesmo do presidente ao treinador’, diz jornalista

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

A crise que rodava o Ninho do Urubu aproveitou a perda do título do Campeonato Carioca para se instalar no Flamengo. O clima interno é bem pesado, o elenco parece estar rachado e muitos querem a cabeça de Paulo Sousa, que tem recebido o apoio Marcos Braz para continuar no comando da equipe rubro-negra.

Um dos jornalistas que mais acompanha o dia a dia do clube é Léo Burla. O repórter falou com o “UOL News Esporte” e declarou que não há apenas um lado errado nessa situação do Mais Querido. Para ele, todo mundo dentro do clube deveria fazer uma reflexão, do presidente Rodolfo Landim ao Paulo Sousa.

“A situação do Flamengo é muito complicada, muito complexa e é muito difícil resumir ou apontar o dedo para apenas um lado, uma questão apenas técnica ou apenas de comando. O que está muito claro diante das informações que a gente tem e vem trazendo no UOL já há uma semana mais ou menos é que o Flamengo está precisando de uma reflexão geral mesmo do presidente ao treinador, está todo mundo precisando sentar, colocar a mão na consciência e ver onde está errando”, diz Burlá.

“Apesar da distância para o Ninho ser muito grande, a corneta da Gávea para o Ninho chega muito rápido, o Marcos Braz e o Bruno Spindel absolutamente pressionados também, sabem que os cargos deles são ultra visados no clube, Rodolfo Landim, presidente, metido numa empreitada pessoal de Petrobras também que na calada da noite uma nota meio escondida no site do Flamengo dizendo que ele não aceitou, há colegas que têm mais intimidade com os bastidores da política dizendo que ele já sabia que não poderia aceitar.”

Outro ponto abordado por Léo Burla é sobre a reformulação no elenco. Para o jornalista, o treinador tem tentado colocar esse plano em prática, mas esbarra em decisões tomadas pela diretoria antes mesmo de contratá-lo, como a renovação de Diego Alves.

“Está muito claro que o Paulo Sousa comprou uma briga com os jogadores e é muito importante frisar que quando o Marcos Braz e o Bruno Spindel contratam ele em Portugal, eles exigem do Paulo Sousa a missão de reformular o elenco, coisa que eles não fizeram, tanto não fizeram que antes de trazer o técnico eles renovaram os contratos do Diego, do Diego Alves e do Filipe Luís”, explica Burlá.

“Fica parecendo também do tipo ‘Estou te contratando para fazer, mas também para não perder o lado de cá, eu renovo aqui com os cobras, com o pessoal que é importante no vestiário’. É bem complexo o momento do Flamengo, é uma crise diferente porque o foco não está apenas em um lugar, é uma crise que explode de forma generalizada, é do Landim até o Gabigol”, conclui.

Fonte: Diário do Fla