Início Notícias ‘Brasileirão só vai mudar de patamar quando o mais importante não for...

‘Brasileirão só vai mudar de patamar quando o mais importante não for apenas o seu próprio patamar’, diz colunista sobre Liga de Clubes

Foto: Lucas Figueiredo / CBF

Após reuniões recentes, os clubes grandes e o ”Forte Futebol” avançaram nas tratativas e a organização da Liga de Clubes do Brasil está evoluindo. No entanto, desentendimentos antigos e recentes ainda emperram as negociações. O Flamengo e os clubes paulistas já possuem um certo entendimento com investidores, entretanto, os times do ”Forte Futebol” (América-MG, Atlético-GO, Athletico, Avaí, Ceará, Coritiba, Cuiabá, Fortaleza, Goiás e Juventude) ainda não apoiam 100% a ideia, exigindo uma divisão mais igualitária da parcela ganha por direitos de TV.

No entanto, o colunista do portal ”UOL”, Danilo Lavieri, questiona se os times envolvidos irão realmente abrir mão de seus ”benefícios” em prol de uma Liga de fato igualitária. Sendo com os times grandes, como Flamengo e Corinthians, que por conta de suas enormes torcidas recebem uma quantia acima dos demais em direitos de transmissão na televisão, ou pelas equipes menores, sendo contra o fair play financeiro por não quererem ser prejudicadas ao apostar em contratações que às vezes, não irão conseguir pagar.

”Será que haverá o entendimento de que é preciso valorizar o produto para que todos consigam ganhar mais dinheiro no longo prazo? Será que os clubes endividados vão topar levar para frente a ideia de fair play financeiro, onde só pode existir gasto se houver comprovação de como aquilo será pago, sem que os que têm as contas em dias sejam prejudicados na competição com os que gastam sem pagar?”, indagou Danilo Lavieri.

”Será que Flamengo e Corinthians vão topar abrir mão de parte do dinheiro para que clubes como Fortaleza e Ceará recebam mais da TV? Será que a promessa de Duílio Monteiro Alves, presidente corintiano, vai se transformar em realidade ou ele vai seguir os exemplos de seu antecessor e conselheiro, Andrés Sanchez?.”, completou.

Lavieri acredita que o futebol brasileiro só irá prosperar quando os dirigentes dos clubes pararem de por os interesses próprios acima dos outros times e até mesmo dos próprios campeonatos. O colunista afirma que o Campeonato Brasileiro só irá mudar de fato, quando as equipes começarem a pensar no todo, e não em apenas melhorar o torneio.

”O futebol brasileiro precisa se livrar do “eucentrismo”, onde os dirigentes sempre colocam os seus próprios interesses à frente do produto como um todo. Já passou da hora de entender que o Brasileirão só vai mudar de patamar quando o mais importante não for apenas o seu próprio patamar.”

Fonte: Diário do Fla