Início Notícias RMP: ‘Flamengo tinha que dar um acompanhamento psicológico ao Andreas Pereira’

RMP: ‘Flamengo tinha que dar um acompanhamento psicológico ao Andreas Pereira’

Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

O erro fatal na final da Libertadores, que acabou dando o título para o Palmeiras, ainda atormenta Andreas Pereira. O belga/brasileiro teve uma queda de rendimento considerável e carrega um peso enorme por contar da falha. É nítido que o atleta já entra em campo com medo de errar e não tem tido psicológico para lidar com a pressão e as críticas. Durante o clássico contra o Vasco, teve mais um erro que culminou no gol de empate do adversário e passou a ser muito vaiado pela Nação Rubro-Negra.

Durante a live do Flamengo, no portal “UOL”, Renato Maurício Prado acredita que o fato do Mengão ter comprado o jogador de forma adiantada acabou colocando mais pressão em Andreas Pereira. O Mais Querido ainda não divulgou oficialmente o acerto com o Manchester United, mas vai pagar um pouco mais de R$60 milhões na cotação atual, para contratar o belga/brasileiro de forma definitiva.

“Não tem o menor sentido comprar o Andreas agora, no meio do ano talvez possa fazer sentido a depender de como ele reagir, e ele está reagindo mal. Desde a final da Libertadores, o Andreas é outro jogador daquele que empolgou quando chegou, hoje é um jogador nota seis, não joga mais o futebol que jogava, está perdido, a cabeça dele foi para o espaço, não joga bem e ainda comete erros como no lance do gol do Vasco”, afirmou.

“Se a decisão fosse hoje, era para não contratar, ele está claramente descompensado. O maior erro do Flamengo foi o timing, foi uma falta de sensibilidade absoluta da diretoria, ainda mais um jogador caro, isso jogou um peso maior nas costas do Andreas, que agora se vê na obrigação de jogar muito para convencer a torcida que ele vale essa grana.”

É nítido que Andreas Pereira está com o psicológico destruído por ter sido responsável pela derrota na Libertadores. O jogador que vinha sendo um dos mais elogiados do elenco, passou a ter que conviver com críticas dos torcedores flamenguistas. Para RMP, o jogador precisa de ajuda psicológica para saber lidar com tudo o que vem acontecendo.

“O Flamengo tinha que dar um acompanhamento psicológico ao jogador, mas sabemos que a sensibilidade não é uma das principais características da diretoria do Flamengo”, acrescentou RMP.

 

Fonte: Diário do Fla