Início Notícias Conselheiras do Flamengo desejam que metade das vagas dos novos associados sejam...

Conselheiras do Flamengo desejam que metade das vagas dos novos associados sejam compostas por mulheres

Algumas das Conselheiras da Bancada Feminina do Flamengo. — Foto: Arquivo Pessoal

A ”Bancada Feminina”, um grupo de Conselheiras do Flamengo irá pedir formalmente aos presidentes dos Conselhos uma maior inclusão de mulheres na área do Conselho Deliberativo do clube. De acordo com o ”GE”, o intuito do grupo é que 50% das associações de sócios proprietários do Rubro-Negro seja reservados para mulheres. Vale destacar que de todos os 2500 conselheiros do Clube da Gávea, apenas 111 são mulheres.

Ainda segundo o ”GE”, além do pedido formal, também será enviado um manifesto e um planto de metas, com o objetivo de alcançar uma maior igualdade de gênero dentro do Mais Querido. As Conselheiras pedem que metade das vagas seja prioritariamente composto por mulheres, no entanto, caso não haja um número suficiente de sócias para ocupar os cargos, as vagas poderão ser compostas por homens.

O movimento está sendo liderado por oito conselheiras, além de outras sócias e algumas atletas laureadas (Título concedido a atletas que tiveram conduta ou desempenho considerados excepcionais). Algumas delas, como Marion Kaplan, Cláudia Cotta, Juliane Musacchio e Nicole Mitchell, já fazem parte da vida política do Flamengo de forma ativa.

Fonte: Diário do Fla