Início Notícias Paulo Sousa foi decisivo na permanência de João Gomes no Flamengo

Paulo Sousa foi decisivo na permanência de João Gomes no Flamengo

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

João Gomes tem mostrado dentro de campo que será importantíssimo para a equipe na temporada. Como dizem no futebol moderno, transformou-se em um volante “box to box”, que sabe transitar muito bem nas duas faixas de campo. Porém, antes da chegada de Paulo Sousa, o cenário era bem diferente. O jovem não estava feliz no clube por que não estava recebendo muitas oportunidades e estava pensando em deixar o Flamengo. O atleta tinha proposta de Fortaleza, Santos e Al Ain, dos Emirados Árabes.

Quando ainda estava em Portugal, o treinador já estava estudando o elenco rubro-negro e se encantou com João Gomes. De acordo com o “GE.com”, assim que chegou ao Ninho do Urubu, Paulo Sousa buscou saber mais sobre o jovem e na pré-temporada, teve certeza da qualidade do atleta. O português vê no jogador muita força física, qualidade nos passes e flexibilidade. Foi nesse momento que percebeu o quanto o cria da Gávea seria importante para a equipe e as ideais de jogo.

Paulo Sousa conversou com João Gomes e o convenceu a desistir de deixar o Mengão. O treinador prometeu mais oportunidade e fez o jogador se sentir importante para o elenco. O volante acreditou na palavra do treinador e tem se tornado um dos atletas chaves do time, para muitos, deve ser o titular do meio-campo rubro-negro. Vale lembrar, que o jovem é o líder de desarmes do Flamengo no Campeonato Carioca, com 19.

“O João fez um jogo extraordinário, com muito mais dinamismo em relação ao jogo anterior, contra o Volta Redonda. Acho que nos 45 minutos que ele jogou (contra o Voltaço), mesmo não perdendo bola nenhuma e com boa capacidade de jogo, teve pouco dinamismo. Ou seja, foi um pouco lento. Hoje esteve muito bem seja na organização defensiva ou ofensiva.”

“O que fui lhe dizendo é que entendesse os espaços e tempos da ocupação. Muitas das vezes aproxima-se demasiadamente da bola, retirando espaço para ele próprio e do colega que tem a bola. É ir entendendo um pouco isso de forma a poder melhorar e corrigir o posicionamento para ele ser mais influente no jogo,” disse Paulo Sousa, contra o Boavista, partida em que estreou de forma oficial como treinador do Mais Querido.

 

 

Fonte: Diário do Fla