Último jogo de 2021 foi marcado por conversa incisiva de Braz com elenco

A temporada de 2022 começou no Flamengo com costumes e deveres diferentes. A metodologia de trabalho de Paulo Sousa tem feito muita coisa mudar no clube para superar o fracasso que foi o ano de 2021. Em entrevista para o “GE”, Marcos Braz falou sobre a cartilha do novo treinador e sobre a conversa que teve com o elenco após a derrota para o Santos, no dia 6 de dezembro, na partida de despedida do time no Maracanã.

“Já tínhamos conversado ainda no ano passado de que neste ano a margem para manobras seria menor e teria mais cobrança. Todos sabiam que seria um ano diferente, com mudanças que vão seguir acontecendo gradativamente. Nosso planejamento já previa um dia a dia diferente e isso foi conversado e alinhado em parceria com o novo treinador nas reuniões após o acerto. Passamos para eles o que queríamos para que a reestruturação do departamento fosse encaixada com a metodologia do Paulo e de sua comissão.”


Paulo Sousa recuperou hábitos que não eram usados desde a era Jorge Jesus e trouxe novidades. O português voltou com o ponto biométrico, o grupo vai voltar a fazer as refeições no Ninho do Urubu. Se o elenco treinar de manhã, tomam café da manhã e almoçam por lá. Se for de tarde, lancham e jantam no local. O uso de celulares durante as refeições. A maior novidade envolvem a alimentação, foi o pedido feito à diretoria que disponibilize uma estrutura para que os atletas e familiares jantarem juntos após os jogos no Maracanã.

Publicado em diariodofla.com.br