Análise das atuações! Igor Jesus, Kayque Soares, Pedro Arthur… Saiba quem se destacou na vitória do Flamengo contra o Náutico

(/Gilvan de Souza/Flamengo)

O Flamengo está classificado para a terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Não faltou emoção. O Mais Querido venceu o Náutico por 1 a 0, nesta quinta-feira (13/01), na Arena Barueri, com o gol marcado aos 49 do segundo tempo por Igor Jesus. A equipe do DIÁRIO DO FLA esteve mais uma vez presente no estádio e, por isso, preparou a análise das atuações de cada atleta rubro-negro no confronto.

Titular em todos os jogos do torneio, o goleiro Bruno teve praticamente a “estreia” dele contra o Náutico. Isso porque, contra o Forte-ES e o Floresta-CE, o jogador não foi ameaçado nenhuma vez. Já contra o Oeste-SP, não teve muito o que fazer nos três gols da equipe paulista. Agora, contra o Timbu, o atleta teve uma atuação de destaque e fez duas grandes defesas, fundamentais para a classificação do Mais Querido.

A dupla de zaga novamente foi muito sólida. Otávio e Kayque Soares foram seguros na marcação, anulando quase todos os ataques do Náutico. O segundo, em particular, não só ganhou praticamente todas as divididas, como foi novamente bem na saída de bola. Vale destacar que, com Kayque em campo, o Flamengo ainda não sofreu gol em toda a competição.

Os laterais titulares, por sua vez, foram um pouco abaixo. Richard, o esquerdo, até apareceu, sempre com bastante velocidade e imposição física, mas não caprichou nos cruzamentos. Breno, direito, quase não contribuiu no setor ofensivo e foi substituído. Já Samuel , que entrou no lugar dele, participou mais. O jovem, inclusive, cruzou uma bola na medida para Pedrinho, que desperdiçou chance clara.

No meio de campo, os destaques. O volante Igor Jesus foi o melhor da partida. O gol que garantiu a classificação, em chute de fora da área, premiou o jogador. O atleta foi bem na marcação e mostrou muita categoria e frieza para sair jogando, mesmo quando marcado sob pressão. Ainda apareceu algumas vezes na frente, arriscando a finalização de longa distância mais de uma vez, até marcar no último minuto.

Kayke David, que vinha atuando de segundo volante, ficou mais avançado dessa vez. O jovem fez ótimo primeiro tempo, se movimentando bastante, rodando a bola e com bons passes. A queda de rendimento na segunda etapa não foi apenas dele. Mais dois atletas do setor foram muito bem nos primeiros 45 minutos, mas caíram de rendimento depois do intervalo: Victor Hugo e Pedro Arthur.

Victor Hugo atuou como um meia-armador, avançado, que caía bastante pela direita. O jogador esbanjou técnica na primeira etapa, deu uma boa finalização, acertou belos dribles e deu duas ótimas enfiadas de bola para Petterson que poderiam ser assistências, uma delas em uma fatiada espetacular, mas o ponta não converteu.

Já Pedro Arthur fez a melhor partida dele na Copinha, pelo desempenho do primeiro tempo. Atuando aberto na direita, o jogador se movimentou bastante e deu bastante dinâmica para a equipe, seja com passes rápidos ou conduzindo a bola. Também deu uma boa finalização, uma caneta linda e duas ótimas enfiadas de bola que deixaram os companheiros em condições de fazer o gol, mas desperdiçaram. Na segunda etapa, desgastado, acabou substituído.

Petterson, por sua vez, apareceu bastante como de costume, mas não estava em uma noite inspirada, principalmente na finalização. O ponta correu bastante e era sempre um perigo no drible, mas foi o atleta que mais teve boas oportunidades de marcar e acabou desperdiçando. Já o centroavante Cassiano se movimentou, mas não recebeu nenhuma bola para finalizar.

No lugar de Cassiano entrou Pedrinho, aos 30 do segundo tempo. Apenas três minutos depois, o atacante recebeu uma oportunidade que o centroavante titular não teve o jogo inteiro. Após ótimo cruzamento de Samuel, o jogador cabeceou livre, quase na pequena área, só que não pegou direito na bola. Além disso, o atleta não fez muito mais, assim como Carlos Daniel, que entrou aos 20 na vaga de Pedro Arthur e pouco contribuiu.

A partida, então, foi muito emocionante. Alguns atletas conseguiram se destacar e a defesa permanece sólida. Com jogo dia sim, dia não e um elenco mais curto, já que sete titulares retornaram ao Rio de Janeiro para a disputa do Carioca, o desgaste da equipe ficou bem claro na segunda etapa. Agora, o Flamengo vai descansar e já focar no confronto contra o Oeste, no sábado (15/01), às 19h30, na Arena Barueri, pela terceira fase da Copinha.

Publicado em diariodofla.com.br