Início Notícias Análise das atuações! Igor Jesus, Kayque Soares, Pedro Arthur… Saiba quem se...

Análise das atuações! Igor Jesus, Kayque Soares, Pedro Arthur… Saiba quem se destacou na vitória do Flamengo contra o Náutico

(/Gilvan de Souza/Flamengo)

O Flamengo está classificado para a terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Não faltou emoção. O Mais Querido venceu o Náutico por 1 a 0, nesta quinta-feira (13/01), na Arena Barueri, com o gol marcado aos 49 do segundo tempo por Igor Jesus. A equipe do DIÁRIO DO FLA esteve mais uma vez presente no estádio e, por isso, preparou a análise das atuações de cada atleta rubro-negro no confronto.

Titular em todos os jogos do torneio, o goleiro Bruno teve praticamente a “estreia” dele contra o Náutico. Isso porque, contra o Forte-ES e o Floresta-CE, o jogador não foi ameaçado nenhuma vez. Já contra o Oeste-SP, não teve muito o que fazer nos três gols da equipe paulista. Agora, contra o Timbu, o atleta teve uma atuação de destaque e fez duas grandes defesas, fundamentais para a classificação do Mais Querido.

A dupla de zaga novamente foi muito sólida. Otávio e Kayque Soares foram seguros na marcação, anulando quase todos os ataques do Náutico. O segundo, em particular, não só ganhou praticamente todas as divididas, como foi novamente bem na saída de bola. Vale destacar que, com Kayque em campo, o Flamengo ainda não sofreu gol em toda a competição.

Os laterais titulares, por sua vez, foram um pouco abaixo. Richard, o esquerdo, até apareceu, sempre com bastante velocidade e imposição física, mas não caprichou nos cruzamentos. Breno, direito, quase não contribuiu no setor ofensivo e foi substituído. Já Samuel , que entrou no lugar dele, participou mais. O jovem, inclusive, cruzou uma bola na medida para Pedrinho, que desperdiçou chance clara.

No meio de campo, os destaques. O volante Igor Jesus foi o melhor da partida. O gol que garantiu a classificação, em chute de fora da área, premiou o jogador. O atleta foi bem na marcação e mostrou muita categoria e frieza para sair jogando, mesmo quando marcado sob pressão. Ainda apareceu algumas vezes na frente, arriscando a finalização de longa distância mais de uma vez, até marcar no último minuto.

Kayke David, que vinha atuando de segundo volante, ficou mais avançado dessa vez. O jovem fez ótimo primeiro tempo, se movimentando bastante, rodando a bola e com bons passes. A queda de rendimento na segunda etapa não foi apenas dele. Mais dois atletas do setor foram muito bem nos primeiros 45 minutos, mas caíram de rendimento depois do intervalo: Victor Hugo e Pedro Arthur.

Victor Hugo atuou como um meia-armador, avançado, que caía bastante pela direita. O jogador esbanjou técnica na primeira etapa, deu uma boa finalização, acertou belos dribles e deu duas ótimas enfiadas de bola para Petterson que poderiam ser assistências, uma delas em uma fatiada espetacular, mas o ponta não converteu.

Já Pedro Arthur fez a melhor partida dele na Copinha, pelo desempenho do primeiro tempo. Atuando aberto na direita, o jogador se movimentou bastante e deu bastante dinâmica para a equipe, seja com passes rápidos ou conduzindo a bola. Também deu uma boa finalização, uma caneta linda e duas ótimas enfiadas de bola que deixaram os companheiros em condições de fazer o gol, mas desperdiçaram. Na segunda etapa, desgastado, acabou substituído.

Petterson, por sua vez, apareceu bastante como de costume, mas não estava em uma noite inspirada, principalmente na finalização. O ponta correu bastante e era sempre um perigo no drible, mas foi o atleta que mais teve boas oportunidades de marcar e acabou desperdiçando. Já o centroavante Cassiano se movimentou, mas não recebeu nenhuma bola para finalizar.

No lugar de Cassiano entrou Pedrinho, aos 30 do segundo tempo. Apenas três minutos depois, o atacante recebeu uma oportunidade que o centroavante titular não teve o jogo inteiro. Após ótimo cruzamento de Samuel, o jogador cabeceou livre, quase na pequena área, só que não pegou direito na bola. Além disso, o atleta não fez muito mais, assim como Carlos Daniel, que entrou aos 20 na vaga de Pedro Arthur e pouco contribuiu.

A partida, então, foi muito emocionante. Alguns atletas conseguiram se destacar e a defesa permanece sólida. Com jogo dia sim, dia não e um elenco mais curto, já que sete titulares retornaram ao Rio de Janeiro para a disputa do Carioca, o desgaste da equipe ficou bem claro na segunda etapa. Agora, o Flamengo vai descansar e já focar no confronto contra o Oeste, no sábado (15/01), às 19h30, na Arena Barueri, pela terceira fase da Copinha.

Publicado em diariodofla.com.br