Início Notícias Treinos integrais, atividades táticas… Saiba como foi a preparação do Flamengo para...

Treinos integrais, atividades táticas… Saiba como foi a preparação do Flamengo para a Copinha

(/Gilvan de Souza/Flamengo)

O Flamengo começou a Copa São Paulo de Futebol Júnior 2022 voando. A equipe goleou o Forte-ES e o Floresta-CE, com 14 gols marcados e nenhum sofrido até o momento. Mas, se a estreia foi no dia 5 de janeiro, a competição iniciou muito antes para o elenco rubro-negro. Isso porque, o Mais Querido já está se preparando desde dezembro, tendo três semanas de treinos específicos para o torneio. Neste período, a comissão técnica fez algumas mudanças, para tirar o máximo dos jogadores.

Uma das principais diferenças na preparação foi a alteração no tempo de treino. Antes, os jogadores faziam as práticas em meio-período, mas, a partir de dezembro, começaram a realizar treinamentos integrais, ou seja, de manhã e à tarde, seguindo também um processo de suplementação, alimentação e descanso. Em entrevista exclusiva ao DIÁRIO DO FLA, o técnico Fábio Matias destacou que esta mudança permitiu a fazer atividades especiais para cada atleta individualmente.

“Dentro dos trabalhos integrais, a gente fez algumas atividades de parte analítica, alguns exercícios de desenvolvimento individual, que no período do Brasileiro sub-20 a gente não consegue fazer. Então, a gente teve esse tempo para desenvolver esse tipo de situação, que tem uma relação também com a parte física. A gente isolava algumas variáveis da parte física para potencializar os meninos. Então a gente conseguiu, dentro desse processo, equalizar os atletas de forma individual e ter um ganho físico”, disse o treinador.

Este fortalecimento físico dos jogadores foi muito importante, pois o elenco do Flamengo nesta edição da Copinha é mais jovem que os demais. O torneio permite atletas nascidos até 2001, ou seja, com peças de 21 anos. Entretanto, o plantel do Mais Querido é majoritariamente sub-18, já que os nomes mais velhos do sub-20, em geral, estão no Rio de Janeiro para a disputa do Campeonato Carioca profissional.

Ainda assim, Fábio Matias destacou que o principal motivo para o aumento da carga horária dos treinos não foi a questão física, mas sim o tático. O treinador disse que queria mudar alguns conceitos usados no Brasileiro sub-20 e aproveitou o período para isso, sendo o fortalecimento físico do time uma consequência.

“O trabalho do Flamengo em relação a essas atividades que a gente faz, como pré-treino e de força, são muito fortes. Então, a gente só alavancou. Mas, as questões de jogo eram uma necessidade. A gente tinha de modificar algumas ideias, algumas que questões que foram usadas no Brasileiro sub-20, então a gente usou esse período muito mais para isso. Mas, a parte física vem junto, dentro do processo de trabalho”, falou o técnico.

Fábio Matias também ressaltou que o calendário do sub-20 é muito apertado. Com isso, é difícil fazer alguns treinos ao longo da temporada. Então, o técnico enalteceu o período de preparação usado pelo Flamengo, pois permitiu que a comissão ajustasse não só a questão coletiva e física, mas também aspectos táticos específicos de cada jogador do elenco.

“Os trabalhos táticos individuais em relação aos jogadores foi algo que prezamos bastante e conseguimos realizar nesse período. Hoje, a rotina do nosso sub-20 é muito pesada. A gente joga o mesmo número, talvez até mais, do que o profissional. Em um determinado momento você não tem tempo para fazer as atividades com os atletas que talvez sejam necessárias. Então, esse período a gente conseguiu fazer como se fosse uma pré-temporada, já mudando a chave para 2022”, declarou Fábio Matias.

Recepção dos jogadores

O resultado da intensa preparação foi algo sentido e elogiado pelos jogadores. Na entrevista ao DIÁRIO DO FLA, o meia Kayke David, de 18 anos, ressaltou o trabalho feito. O jovem acredita no título do Flamengo, pois, segundo ele, o elenco está preparado física e psicologicamente.

“No mês de dezembro, a gente veio trabalhando muito forte a questão física. Eles até botaram o treino integral, de manhã e de tarde, então isso facilitou para a gente na questão física e deu certo. A gente está bem fisicamente e psicologicamente. A nossa equipe é muito forte, não tenho dúvidas disso. Por mais que seja com jogadores mais novos, nossa equipe tem capacidade e potencial para conseguir esse título da Copa São Paulo”, afirmou Kayke.

Outro jogador que elogiou a preparação do Flamengo para a Copinha foi André. Atleta mais velho do elenco, o atacante destacou que a mudança do tempo de treino foi importante para o grupo. “A gente vem treinando bem. Na nossa pré-temporada, os treinos vieram integrais, ajudaram muito a gente. Eu acho que a rapaziada toda dá conta do recado. A equipe é mais nova, mas isso não importa, porque é o Flamengo e a gente tem que ganhar”, disse.

Um dos principais destaques do time, Mateusão também destacou a pré-temporada rubro-negra. O centroavante, que marcou 3 gols na estreia, está voltando de uma lesão forte que sofreu em setembro e disse que as atividades feitas foram fundamentais para o desempenho em alto nível.

“Fiquei muito feliz de poder entrar e ajudar a minha equipe com três gols. A nossa preparação foi muito importante para que eu pudesse chegar preparado. Graças a Deus fui feliz e acho que foi fundamental para dar confiança para a gente na Copinha, na nossa estreia. Agora é continuar para alcançar nossos objetivos”, comentou Mateusão.

Durante a Copinha

Um dos motivos da preparação ter sido tão intensa é que durante a Copinha o período de treino é muito curto, já que os jogos são próximos um do outro, com apenas dois dias entre eles. A rotina do Flamengo na primeira fase é bem específica. Na tarde seguinte às partidas, o time titular faz apenas atividades regenerativas na academia, enquanto o resto do grupo treina em campo. Já na véspera, Fábio Matias tem o elenco completo para o treinamento. As práticas, que começam às 16h, duram cerca de duas horas.

No dia da partida, o Flamengo não treina. Apenas foca no confronto e chegam no estádio com 2 horas de antecedência. Dentro da Arena Barueri, fazem o aquecimento para o jogo. Além disso, claro, há uma rotina específica e detalhada para as refeições, as quais o grupo inteiro faz junto no hotel, e exercícios pré-treino de força.

Agora, o Flamengo foca na partida contra o Oeste-SP, na terça-feira (11/01), às 21h45, na Arena Barueri, pela última rodada da fase de grupos. Os dois times estão classificados para a segunda fase e o jogo define quem termina na primeira colocação, com o Mais Querido precisando de apenas um empate. Caso lidere o grupo, a equipe carioca permanece na cidade de Barueri, algo muito desejado pela comissão, pois já conhece a estrutura, tem boas instalações e um bom gramado no estádio, além de não precisar fazer uma viagem.

Publicado em diariodofla.com.br