Início Notícias Bilheteria, sócio-torcedor, direitos de transmissão… Como foi feito o orçamento do Fla...

Bilheteria, sócio-torcedor, direitos de transmissão… Como foi feito o orçamento do Fla para 2022

()

Resolvido a contratação de Paulo Sousa, o Flamengo começa a se planejar para a temporada de 2022. O Mais Querido é um dos times mais estruturados financeiramente, o rubro-negro ainda tem ao seu favor a questão de que diferente dos rivais o clube gera seus próprios recursos, sem patrocinador ou mecenas injetando altos valores no futebol.

A diretoria do Flamengo entendeu que a primeira carência que era a contratação do treinador já foi resolvida, os dirigentes agora olham para o mercado e devem contratar de duas a quatro peças para agregarem ao elenco que já é vencedor. Fora de campo, as previsões financeiras para 2022 já estão sendo feitas.

De acordo com o ‘UOL’, com receitas estimadas em R$ 1 bilhão para a temporada, o Flamengo estima faturar R$ 151 milhões apenas om bilheteria e programa de sócio-torcedor. Devido a pandemia, esses campos foram muito afetados, e a diretoria espera retornar aos números normais em 2022.

A diretoria do Flamengo trabalha com a expectativa de receber R$ 230 milhões com direitos de transmissão dos seus jogos, nos campeonatos que irá disputar a ideia é que o Mais Querido consiga atingir o valor de R$ 130 milhões em premiações. O clube também espera lucrar R$ 255 milhões em receitas oriundas do Marketing, por isso um investimento no setor e na FLA TV estão no orçamento para o ano.

Com altos valores sendo previstos para entrar nos cofres, naturalmente os valores investidos também aumentarão. Os gastos do Flamengo para a temporada de 2022 giram em torno de R$ 611 milhões, valor 11% maior que o ano de 2021. Onde o Mais Querido teve R$ 550 milhões de gastos na temporada.

Como anunciado anteriormente, o Flamengo estipula gastar algo em torno de R$ 100 milhões em contratações para o futebol. Dentro desse valor já estão inclusos as parcelas das compras de Gabigol e Pedro. Porém valores das vendas de Gerson, Muniz vão entrar nos cofres rubro-negros em 2022.

Os dirigentes do Flamengo ainda avaliam os valores das compras definitivas de Thiago Maia, Kenedy e Andreas Pereira. Para saber se irá exercer o direito de compra de um desses atletas para seguir atuando pelo clube. Antes de fechar 2021, a diretoria aprovou um pacote de três patrocinadores que renderá R$ 70,6 milhões aos cofres. O que pode ajudar na questão da compra dos atletas.

 

Publicado em diariodofla.com.br