Início Notícias Zinho não fica em silêncio e reprova nova contratação no Flamengo: "É...

Zinho não fica em silêncio e reprova nova contratação no Flamengo: "É um desabafo meu"

O Flamengo vem agitando bastante o mercado de transferências, não pela grande quantidade de contratações, mas pelo fato de que demorou para bater o martelo sobre o novo treinador e não agradou 100% dos torcedores, especialmente pelo fato de que Jorge Jesus pode deixar o Benfica. A saída de Cuca do Atlético-MG deixou os mineiros interessados em trazer o português de volta ao Brasil.



Desde a saída de Renato Gaúcho, de acordo com a direção do Mais Querido, apenas um fato parece nortear a escolha do novo técnico: o novo treinador não seria um brasileiro. O mesmo acontece com Internacional e outras equipes do país nas últimas temporadas. Com isso, o ex-jogador Zinho criticou, na última segunda-feira (27), o “escanteiamento” dos profissionais brasileiros no mercado nacional.

“Parece que não tem mais treinador brasileiro no Brasil. Acabaram os treinadores no Brasil. Tudo é na Europa, em Portugal ou aqui nos países sul-americanos. O Internacional já contratou um cara também fora do país. Parece que não tem mais treinador no país. Ei, técnicos brasileiros, acordem! Vamos. Não sei o que está havendo”, iniciou, completando:

Foto: Thiago Ribeiro/AGIF – Jesus foi o último técnico 100% aprovado pelos torcedores.

“Acho que temos bons treinadores aqui. O pessoal está indo buscar quem nunca viu e não conhece. Não sabe de nada, mas vai nessa “vibe”. É um desabafo meu isso em prol dos treinadores brasileiros, disse o ex-jogador, no programa “ESNP FC”. Após uma certa rejeição há alguns anos, os clubes estão buscando os gringos para comandar.



Recentemente, Abel Ferreira, Juan Pablo Vojvoda, Jorge Sampaoli, Eduardo Coudet, Jorge Jesus, Miguel Ángel Ramírez e outros profissionais foram contratados por clubes como Palmeiras, Flamengo, Internacional e Fortaleza, por exemplo. Entre as últimas três finais de Libertadores, Palmeiras e Flamengo venceram com técnicos portugueses.

Fonte: Bolavip