Sob protesto do elenco e maus resultados, Jorge Jesus rescinde contrato com o Benfica

footer logo

O Benfica anunciou no fim da manhã desta terça-feira (28), a saída de Jorge Jesus do comando técnico da equipe portuguesa, dias antes do clássico diante do Porto, pelo campeonato nacional. Após reunião entre Jorge Jesus e membros da diretoria, o clube divulgou um pronunciamento oficial com o desfecho da segunda passagem do treinador pelos Encarnados. Flamengo e Atlético Mineiro estão de olho.



O encontro entre JJ e a diretoria foi marcado após um atrito entre o treinador e alguns jogadores do elenco, nesta segunda-feira. Segundo os relatos do jornal “Record”, de Portugal, Jorge Jesus afastou Pizzi, um dos capitães da equipe e o colocou para treinar em separado, porém, a “ordem” do treinador não caiu bem e os jogadores reagiram contra a decisão e indicaram que também não trabalhariam em forma de protesto, nisso, o treinador voltou atrás e reincorporou o atleta de 32 anos.

Valter Gouveia/NurPhoto via Getty Images – Jesus deixa o comando técnico do Benfica

Os jornais “Record” e “a Bola” afirmam que Nélson Veríssimo, técnico do Benfica B, já foi chamado para comandar o time principal na atividade desta tarde. Ele deve ser o interino após a saída de Jorge Jesus, que inclusive já vinha tendo sua saída do Benfica cogitada diante da irregularidade da equipe na temporada 2021/22.

Apesar de conseguir a vaga nas oitavas de final da Liga dos Campeões, o treinador ficou para trás na disputa pelo título português e não vem conseguindo fazer o time ter bom desempenho nos confrontos diretos com os rivais Sporting e Porto.



Com a saída de Cuca, do Atlético Mineiro, o português passa a ser o principal alvo do clube alvinegro, que chegou a demonstrar interesse no treinador ainda em 2019, antes do acerto com o Flamengo.

Fonte: Bolavip