Início Notícias Vojvoda sai do clubismo e se rende ao talento do Flamengo: "O...

Vojvoda sai do clubismo e se rende ao talento do Flamengo: "O grande diferencial"

A temporada de 2021 foi considerada ruim no Flamengo, mesmo tendo chegado perto de conquistar alguns títulos importantes, acabou vacilando na “hora H” e amargou resultados que trouxeram decepção nos torcedores, em especial o vice na Copa Libertadores da América, após perder de 2 a 1 para o Palmeiras na prorrogação, com falha de Andreas Pereira.



De qualquer forma, por tudo que vem sendo contruído nos últimos anos, empilhando títulos e sendo considerado um dos melhores elencos do Brasil, o Rubro-Negro ainda serve de exemplo para vários clubes e treinadores, que demonstram respeito por todo o investimento realizado, trazendo resultados dentro de campo e com continuidade.

A contratação de Jorge Jesus em 2019, por exemplo, foi um dos passos que abriu portas para técnicos estrangeiros no país, como é o caso de Vojvoda. Muito eligado no comando do Fortaleza, concedeu entrevista ao jornal “Tiempo”, da Argentina, fazendo questão de citar o Mais Querido no bate-papo, ressaltando exatamente a questão do lado financeiro, que acabou elevando o nível, favorecendo ao futebol por aqui como um todo.

Foto: Fernando Moreno/AGIF  - Treinador levou o Fortaleza para a Libertadores.
Foto: Fernando Moreno/AGIF – Treinador levou o Fortaleza para a Libertadores.

“Não faço comparações, estou sempre em contato com o futebol argentino. Mas o grande diferencial está na composição dos times, porque o futebol é dos jogadores. Eles estão voltando graças aos investimentos econômicos muito importantes jogadores brasileiros, Atlético Mineiro, Palmeiras, Flamengo, Corinthians. Essas equipes fazem a diferença. E quando o nível sobe, tudo sobe. Os outros clubes, como o Fortaleza, nos preparamos para jogar contra os grandes clubes, que são mais que na Argentina”, resumiu.



O sucesso do Mister em apenas 9 meses no Flamengo abriu os olhos dos mandatários brasileiros para investir nos gringos, como foi o caso de Vojvoda, um dos nomes que chegou ao país após o português e chamou atenção com o desempenho a frente do Leão da Pici. O argentino disputou 51 jogos em 2021, conquistou 25 vitórias, dez empates e 15 derrotas e levou o clube cearense à Libertadores da América.

Fonte: Bolavip