Início Notícias Com direito à ‘Olé’, Benfica toma baile do Porto e aumenta pressão...

Com direito à ‘Olé’, Benfica toma baile do Porto e aumenta pressão em cima de Jorge Jesus

Porto e Benfica se enfrentaram nesta quinta-feira (23/12), no Estádio do Dragão, pelas quartas de final da Taça de Portugal. A partida estava lotada de expectativas. Além de ser um clássico e jogo de mata-mata, os olhos estavam para Jorge Jesus. Pressionado pelos torcedores e com o Flamengo buscando a contratação, Mister precisava da vitória para acalmar o clima. O que se viu em campo, entretanto, foi tudo que a torcida do Flamengo queria. Com direito a “Olé”, os encarnados não viram a cor da bola e perderam por 3 a 0, aumentando muito a pressão em cima do técnico.

O jogo começou de forma alucinante para o Porto. Logo aos 30 segundos, o time bateu lateral na área e, após dividida, a bola sobrou para o brasileiro Evanílson, que mandou para o fundo das redes. Cinco minutos depois, a equipe bateu falta, o goleiro Helton Leite saiu, espalmou e sobrou nos pés de Vitinha, na entrada da área. O jogador, então, bateu de cobertura, com muita categoria, ampliando o placar. Ou seja, com 6 minutos já estava 2 a 0.

Depois de sofrer no começo, o Benfica acalmou e tentou a reação. A equipe até chegou a diminuir, com Darwin Núñez, mas a arbitragem anulou por um impedimento milimétrico. Entretanto, aos 31, o Porto não perdoou. Aproveitando a linha alta dos encarnados, a equipe deu uma bola longa para Luís Díaz, na velocidade. O colombiano entrou na área, driblou o goleiro e rolou para Evanilson marcar novamente.

Com 3 a 0 no placar, a goleada parecia eminente. O Porto até teve uma ótima chance com Luís Díaz na área, que teve a oportunidade de bater, mas optou por cruzar e perdeu. Então, um lance que mudou a dinâmica da partida. Aos 47, Evanilson tomou segundo amarelo e foi expulso. Assim, na segunda etapa, Jesus tirou Gilberto, lateral, e colocou Everton Cebolinha, ponta, botando o Benfica em cima.

Mas, não fez efeito. O time não conseguia criar jogadas, enquanto o Porto explorava o contra-ataque. Em um deles, Zaidu fez ótima jogada individual e Terami acertou a trave. No meio da segunda etapa, a torcida começou a gritar “Olé”. O Benfica chegou a diminuir aos 43, com Otamendi, mas o gol foi anulado pelo VAR e o jogo terminou 3 a 0.

Antes do fim do ano, o time de Jorge Jesus tem mais uma partida e é novamente contra o Porto. O clássico será realizado na próxima quinta-feira (30/12), às 18h, novamente no Estádio do Dragão, dessa vez pela rodada 16 do Campeonato Português. Caso vença, o Benfica diminui a distância para o rival em 1 ponto. Entretanto, em caso de derrota, a distância dos encarnados para o líder aumenta para 7.

Fonte: Diário do Fla