Início Notícias Projeto de implantação do gramado híbrido no Maraca chega à terceira fase

Projeto de implantação do gramado híbrido no Maraca chega à terceira fase

Crédito foto: André Durão

O gramado do Maracanã não existe mais, foi todo retirado na última semana, e agora dá lugar a um “mar de areia”. A intervenção faz parte do projeto de implantação de grama híbrida (natural + sintética), que chegou à terceira fase: o processo de nivelamento do solo. Nessa fase, um verdadeiro campo de areia toma conta do lugar onde os jogadores irão fazer história em breve. Ao longo de 2021, o gramado do Maracanã recebeu muitas críticas por não oferecer boas condições de jogo. A grama soltava ao longo das partidas e ficavam muitos buracos no campo, o que dificultava a vida dos jogadores. 

Na semana que vem, já está previsto o início de uma nova fase: o plantio. Antes, a grama do Maracanã era cultivada em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, levada em rolos para o estádio e colocada sobre uma base de argila. Agora, mudas serão plantadas no campo sobre uma base de areia, que permite maior contato com o solo. Assim que o gramado brotar, serão implantadas as fibras de polietileno. O material sintético vai corresponder a 10% do gramado, e os outros 90% serão naturais.