Início Notícias Mauro analisa possível volta de Jorge Jesus e detona Renato Gaúcho: “Acabou...

Mauro analisa possível volta de Jorge Jesus e detona Renato Gaúcho: “Acabou com o Flamengo”

JOVEM PAN: O comentarista Mauro Cezar Pereira, do Grupo Jovem Pan, informou que a possibilidade do Flamengo recontratar o técnico Jorge Jesus, atualmente no Benfica, passa pelo desfecho da última rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões, marcada para esta semana. Participando do programa “Esporte em Discussão”, do Grupo Jovem Pan, o jornalista afirmou que, em caso de eliminação do time português, a chance do “Mister” ser demitido aumentaria consideravelmente. Para avançar às oitavas de final, os “Encarnados”, vale lembrar, precisam vencer o Dínamo de Kiev, em Lisboa, e contar com um tropeço do Barcelona, que enfrenta o Bayern de Munique, na Alemanha. Os jogos estão marcados para às 17 horas (de Brasília) desta quarta-feira, 8.

“O Jorge Jesus até teve um bom começo de temporada, mas caiu de rendimento, perdeu a liderança e, na última sexta-feira, levou de 3 a 1 do Sporting, em casa. Na quarta-feira, se o Benfica vencer o seu jogo, provavelmente irá se classificar. Agora, se tropeçar, imagino que o Jesus não vai conseguir se sustentar no cargo”, analisou Mauro Cezar, nesta segunda-feira, 6. “No final do mês, o Benfica ainda tem jogos decisivos pelo Campeonato Português pela Taça de Portugal. É um combo de jogos importantíssimos. Agora, o Flamengo não pode esperar o fim de dezembro para resolver sua vida. Precisa ter um técnico já nos primeiros dias de janeiro. Agora, até quarta-feira dá para esperar. As coisas vão ficar mais claras após esse jogo”, completou o comentarista.

Ao longo do programa, Mauro Cezar também tratou de detonar Renato Gaúcho, demitido após os insucessos no Campeonato Brasileiro, na Copa do Brasil e na Libertadores da América.

“Quando o Flamengo resolve contratar o Portaluppi, ele dá um tiro no pé. Foi um gesto de arrogância da diretoria, que achou que poderia ser campeã sem técnico. O Renato não é um técnico, ele é ex-jogador, com frases feitas e amigo de jornalistas. No início, dele deu certo porque havia resquícios do trabalho do Rogério Ceni, do Domènec, do Jesus… Com o passar do tempo e com as lesões, ele precisava encontrar soluções, mas era uma bagunça total! Ele não tem qualidade para isso. É um castigo para parte da torcida do Flamengo, que perseguiu o Ceni nas redes sociais. O Ceni é muito melhor que o Renato, que é um motivador”, disse o comentarista. “Ele literalmente acabou com o Flamengo”, completou.