Início Notícias Saída de Renato Gaúcho pode motivar “limpa” no Flamengo para 2022

Saída de Renato Gaúcho pode motivar “limpa” no Flamengo para 2022

O revés na decisão da Libertadores decretou o futuro de Renato Gaúcho no Flamengo. De acordo com o jornalista Venê Casagrande, a atual gestão de Rodolfo Landim optou em não renovar o atual contrato do técnico. Como o atual vínculo se encerra apenas em dezembro, a diretoria irá decidir, em conjunto com o profissional, o cenário de uma saída antecipada, já que o Brasileirão ainda está em disputa.

“Com calma e tranquilidade vamos começar a programar. Temos uma programação a ser feita, e na segunda-feira a gente começa a decidir alguns pontos que a gente entenda que possa fazer de correção para que se acabe a temporada”, disse Marcos Braz na chegada da delegação ao Rio de Janeiro.

Mediante o atual cenário, a troca no comando do time tem chances de motivar uma mudança brusca no Flamengo. Isso porque uma “limpa” pode ocorrer no departamento de futebol, departamento médico e comissão técnica permanente, com médicos, fisioterapeutas e preparadores físicos podendo deixar o clube.

Enquanto isso, o elenco também deve sofrer alterações para 2022. Inicialmente, Bruno Viana irá se despedir, tendo em vista que sua compra não vai ser exercida pelo Flamengo. Já César, com vínculo até abril de 2022, pode deixar o time no final do ano. Em relação a Piris da Motta e Rodinei, a diretoria aguarda para que ofertas cheguem para analisar o futuro dos atletas.

Como a situação de Renato Gaúcho se encontra indefinida, a busca por um novo técnico ainda não começou. Apesar dos pedidos por Jorge Jesus e Marcelo Gallardo, por exemplo, nenhum nome ainda se encontra no radar dos dirigentes.