Lucas Paquetá fica nos trends por suposto vídeo íntimo vazado; compartilhamento pode configurar crime

Nome do jogador do Olympique de Marseille e da seleção brasileira ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter por imagens atribuídas a ele

Lucas Paquetá, de 24 anos — Foto: Lucas Figueiredo/Arquivo/CBF/ND

O nome do jogador Lucas Paquetá ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter após ter um suposto vídeo íntimo vazado, nesta terça-feira (16). O compartilhamento das imagens, porém, pode configurar crime por infração ao direito de privacidade garantido pela Constituição.

O vídeo atribuído ao atleta mostra o que seria Paquetá mais jovem se masturbando em direção à câmera do celular. O assunto rapidamente se espalhou pela internet e “Lucas Paquetá” chegou a ficar no top 15 dos trending topics do Brasil, com 4.136 publicações com o termo.

Apesar de se tornar viral, o compartilhamento das imagens pode configurar crime baseado no artigo 5º da Constituição. O texto defende que que a pessoa tem direito à privacidade, intimidade e à liberdade. A pena para esses casos em que não há o consentimento da pessoa envolvida pode ser de um a cinco anos.

Lucas Paquetá está concentrado com a seleção brasileira na Argentina para o jogo desta terça-feira (16) pelas Eliminatórias para a Copa de 2022. Ele ainda não se pronunciou sobre o caso.

LEIA TAMBÉM:
Lucas Paquetá tem supostas imagens e vídeos íntimos viralizados e web vai à loucura: ‘Nem na hora H perde o gingado’

Rivais sondam Bruno Viana e Fla estuda ‘antecipar’ mudança de contrato; Libertadores vira divisor de águas

Raphael Veiga manda recado ao Flamengo antes da Libertadores: “Ali no vestiário comentamos”

Fonte: Torcedores.com