Dorival Júnior diz que Jorge Jesus poderia ter destino diferente no Flamengo: “Não duraria três meses”

Treinador esteve no Flamengo antes do português marcar época no Brasil

Crédito: Gilvan de Souza/Flamengo

Como esteve à frente do Flamengo e comandou alguns dos destaques do time, Dorival Júnior acredita que o sucesso de Jorge Jesus não se deve apenas ao trabalho do português. Em sua visão, o português foi beneficiado por assumir uma equipe que estava atuando junto há algum tempo e que ficou ainda mais forte com a chegada de reforços de peso.

Sendo assim, o técnico brasileiro citou que o ‘Mister’, caso tivesse chegado no começo de 2019, poderia ter sido demitido pela diretoria. Vale lembrar que a eliminação do clube carioca na Copa do Brasil não interferiu na permanência do profissional, que viria a conquistar a Libertadores e o Brasileirão meses depois.

“A formação (do Flamengo) se deu lá atrás na chegada do Diego, Everton Ribeiro, Arão… Chegou Filipe Luís, Gerson, Rafinha… Tudo tem um tempo. De plantar, maturar e corrigir o solo. Lá na frente você vai colher. No Brasil, esse processo tem até seis treinadores. Na Europa, um só faz esse trabalho. Eu duvido se o Jorge Jesus pegasse (o trabalho) na formação eu duvido que três meses. Se pegasse no meio do caminho, duvido que duraria cinco meses. Quem inicia tem méritos, quem está no intermédio também, assim como quem finaliza. Os clubes não podem mais pagar o preço da ineficiência de quem administra”, disse ao “Flow Sport Club“.

No momento, Dorival Júnior se encontra livre no mercado depois de deixar o Athletico Paranaense. Enquanto isso, Jorge Jesus, especulado para retornar ao Flamengo, tem chances de também ficar disponível caso não tenha sua permanência definida pelo Benfica.

LEIA TAMBÉM:

Fonte: Torcedores.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui