Início Notícias Jornalista desbanca Gabigol e revela jogador que deveria ser convocado por Tite:...

Jornalista desbanca Gabigol e revela jogador que deveria ser convocado por Tite: “Gritei muito pela convocação”

Há oito pontos do Atlético-MG, o Flamengo vem em um crescente com um bom resultado em cima do São Paulo por 4 a 0

Na vice-liderança do Campeonato Brasileiro da Série A com 60 pontos, o Flamengo goleou o São Paulo por 4 a 0, no estádio do Morumbi, no último domingo (14). São três vitórias e dois empates nos últimos cinco jogos no campeonato, totalizando 18 vitórias em 31 jogos, a equipe Rubro-Negra está há oito pontos do líder Atlético-MG.  

Artilheiro do Brasileirão com 13 gols, Michael foi autor de dois gols dos quatro contra o Tricolor Paulista e vem sendo destaque do Flamengo na temporada. Para o jornalista Milton Neves, esse é o momento para que o atleta seja convocado pela Seleção Brasileira de Tite: “Ele tem que deixar sempre pelo menos umas duas ou três vagas para jogadores que estiverem em momentos mágicos, mesmo que seja em ligas mais fracas ou até mesmo no Brasil”.   

Confira nossas últimas notícias no Google News

Por isso, no ano passado, gritei muito pela convocação de Marinho. Ele estava merecendo e, quem sabe, poderia ter se firmado no time. Neste ano, pedi muito também a convocação de Hulk, o grande nome do líder Atlético-MG. E agora acho que Tite tem que dar um jeito de chamar Michael, do Flamengo, para os próximos compromissos do escrete canarinho”, completou.  

Foto: Jorge Rodrigues / Gazeta Press

Milton ainda falou que foi um dos atletas recuperados pelo técnico e é o único que merece ser convocado no elenco: “O franzino ponta do Fla vive um momento gigante lembrando até Cristiano Ronaldo, exagerando um pouquinho. Ele foi o único atleta que conseguiu melhorar – e muito – o seu desempenho sob o comando de Renato Gaúcho na Gávea. Então, na próxima convocação, em vez de levar Gabigol, já tão testado, Tite poderia optar por Michael”finalizou

Após a partida, Michael falou sobre seu momento na equipe carioca: “Nem em meus melhores sonhos pensei que poderia chegar aos 100 jogos e estar com 13 gols no Brasileiro. Então, só tenho a agradecer ao clube, ao torcedor, a minha família, que sempre me apoiou nos momentos difíceis que tive. É trabalhar, dedicar, não abaixar a cabeça, pois o jogo muda”, declarou.