R$ 40 milhões são reprovados e Landim pede aumento por renovação no Flamengo

Visando ter um maior lucro e mais vantagens na próxima temporada, o mandatário não deve ceder por valores a mais ao Mais Querido

Crédito foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Flamengo tem seu foco total neste momento em reencontrar o bom futebol e ficar preparado para a decisão da Copa Libertadores da América, diante do Palmeiras, marcada para o próximo dia 27, em Montevidéo, no Uruguai. A equipe comandada por Renato Gaúcho está bastante pressionada, justamente pelo baixo desempenho apresentado nos últimos jogos.

Fora isso, a diretoria já começa a analisar algumas negociações que serão fundamentais para a próxima temporada, especialmente se tratando de valores. Além de várias tratativas em relação a jogadores, que também são consideradas importantes para o valor final, outros pontos são colocados na mesa de Rodolfo Landim.

Um deles, tratado como prioridade, se trata do acordo com a  Adidas, referente a um novo contrato de fornecimento de material para 2023, ano em que vence o atual compromisso. No momento, os termos ainda estão sendo conversados, mas já é certo que o clube quer algumas modificações no modelo atual, com prazo mais curto e maior valor em dinheiro.

A diretoria rubro-negra até teve conversas com outras marcas no mercado e levantou-se a possibilidade de fabricação própria, porém, a curto prazo, essas ideias aparecem como alternativas. Atualmente, a patrocinadora paga acima de R$ 40 milhões por ano, entre mercadoria e dinheiro. Mesmo que não trate o mercado brasileiro como prioritário, a perda do acordo com o Mais Querido ia tirar todo o chamariz de lojas, que teria um impacto de suas operações. Neste ano, por exemplo, deve-se fechar a venda de 1,5 milhão de peças, um número recorde do clube.

No geral, o objetivo do clube é fazer um acordo que envolva mais pagamento em dinheiro, com menor proporção de material esportivo, pois dirigentes afirmaram que sobram camisas no clube. Além disso, outra questão é manter o contrato com um prazo mais curto diferentemente do que foi feito em 2012, assinndo por 10 anos.

Fonte: Bolavip

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui