Mauro Cezar detona estreia de Renato Gaúcho pelo Flamengo: “Jogar dessa maneira é injustificável”

Ele lembrou o modo de jogo impositivo do Flamengo jogar até então. No entanto, com Renato o estilo foi diferente.

Renato Gaúcho em jogo do Flamengo – Foto: Alexandre Vidal

DIÁRIO DO FLA: O Flamengo, sob o comando de Renato Gaúcho, ganhou o jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores por 1 a 0 sobre o Defensa y Justicia. Por mais que a vitória deixe o Rubro-Negro mais próximo da classificação para a próxima etapa, a atuação da equipe em Buenos Aires não teve uma boa recepção.

De acordo com o jornalista Mauro Cezar Pereira, “o Flamengo jogar dessa maneira é injustificável”. Ele fez o comentário durante a participação no programa UOL News Esporte.

A partir disso, Mauro criticou a mudança de estilo do Flamengo para a partida da última quarta-feira (14). Ele lembrou o modo de jogo impositivo do Rubro-Negro na época em que era treinado por Jorge Jesus. No entanto, com Renato o estilo foi diferente.

“O estilo de jogo que o Flamengo adotava independente do técnico desde o Jorge Jesus era imposição, ter a bola e jogar no campo do adversário. Repentinamente, na estreia do Renato o Flamengo jogou recuado o segundo tempo todo, o primeiro tempo boa parte, sem conseguir ficar com a bola, sem conseguir sair jogando, tomando pressão e rezando para o jogo acabar”, disse Mauro.

“É claro que sempre há uma ala de torcedores, especialmente aqueles que por alguma razão não gostavam do técnico anterior, que vão tentar justificar o injustificável, o Flamengo jogar dessa maneira é injustificável. Algumas pessoas falam que o Palmeiras joga assim, o Palmeiras é o Palmeiras e o Flamengo é o Flamengo, o Palmeiras tem as suas características, em algumas temporadas prefere esse tipo de jogo”, completou.

Mas essa não foi a única crítica do comentarista. Ele também apontou o baixo rendimento de grandes nomes da equipe como Everton Ribeiro, Arrascaeta e Gabigol. Segundo Mauro, a atuação do time de Renato Gaúcho não condiz com as características dos três jogadores citados.

“No meio do nada o Flamengo vai mudar as características? Então teria que mudar até o perfil do elenco, porque o perfil do elenco do Flamengo não é para isso, não por acaso você vê o Arrascaeta não participar do jogo, o Gabigol não participa do jogo, o Everton Ribeiro muito pouco, porque a bola não passa nos pés dos caras, o time só fica tomando pancada e se defendendo, e o Diego Alves salvando. Essa atuação do Flamengo foi extremamente perigosa, se essa estratégia ou algo parecido for utilizado no jogo de volta, o risco de uma eliminação será muito grande”.

O jogo da volta contra o Defensa y Justicia é no dia 21/07, às 21:30h, no Maracanã. Devido à vitória de ontem, o Flamengo precisa apenas de um empate para se classificar para as quartas de final da Libertadores.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui