Xô, crise! Flamengo vira contra a Chapecoense, sobe no Brasileirão e ganha confiança para oitavas da Libertadores

Por: Paula Mattos

Flamengo e Chapecoense entraram em campo na noite deste domingo (11), às 18h15 (horário de Brasília), no Maracanã, em jogo válido pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro. Para a partida, o Rubro-Negro, que viveu um final de semana turbulento, com troca de treinador e pressão da torcida, precisava da vitória para se reerguer no torneio nacional.

Comandado por Mauricio Souza, o Flamengo, com vários desfalques, mas com o retorno de Everton Ribeiro, entrou em campo com: Diego Alves, Isla, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Filipe Luís; Thiago Maia, Arão, Arrascaeta e Everton Ribeiro; Muniz e Pedro.

O JOGO:

O Flamengo começou a partida com a famosa posse de bola e precisão nos passes, o suficiente para envolver a Chapecoense e criar a primeira boa chance logo aos cinco minutos. Filipe Luís avançou pela esquerda e trabalho com Pedro, que deu um toque de letra para Thiago Maia. O camisa 8 chegou batendo e exigiu uma defesa rápida de João Paulo.

Com volume de jogo, o Flamengo tinha a bola, mas esbarrava na boa marcação adversária. Com paciência criar as jogadas, o Mengo teve um pênalti claro aos 21 minutos. Isla comandou a jogada pela direita e mandou para Pedro, na segunda trave. O atacante subiu para cabecear, mas foi impedido por Derlan. A arbitragem nada marcou.

Aos 26, grande ataque do Fla. Everton Ribeiro construiu uma jogada linda e, de calcanhar, tocou para Isla, que cruzou. A bola bateu na defesa adversária e sobrou pro camisa 7, que chutou, mas mandou pra fora. Pouco depois, aos 30, Léo Pereira cometeu um erro grotesco e deu um presente Fabinho, que parou na defesa MILAGROSA de Diego Alves. A melhor chance do primeiro tempo.

A grande chance da Chape gerou resposta imediata do Flamengo, em um lance absurdo de Arrascaeta, que deixou o jogador adversário no chão. O camisa 14 avançou, mas a zaga tirou o perigo. A bola sobrou para Thiago Maia, que mandou uma bomba rumo à meta de João Paulo, mas foi por cima do gol.

O Flamengo dominou o primeiro tempo e encerrou os 45 minutos iniciais com 71% de posse de bola, 395 passes, sendo 90% de precisão, seis desarmes e 10 finalizações. No entanto, apesar da larga vantagem numérica, não conseguiu apresentar boa atuação e nem converter as chances em gol, terminando a etapa com 0 x 0 no marcador.

O Flamengo voltou do intervalo com Michael no lugar de Rodrigo Muniz, para forçar mais as jogadas pelas laterais. Após um primeiro tempo burocrático, o Mengo, diferente do que vinha sendo apresentado nos últimos jogos, tentou aumentar a intensidade para buscar o gol.

Aos 10, Arrascaeta teve uma grande oportunidade. O uruguaio ajeitou e bateu de chapa, buscando o cantinho do goleiro João Pedro, mas a bola foi para fora. No lance seguinte, Everton Ribeiro cruzou na cabeça de Pedro, que só tinha o trabalho de mandar para o fundo do gol, mas pegou mal e parou na defesa de João Pedro.

Aos 22, gol da Chapecoense. Se no primeiro tempo Diego Alves fez um milagre, no segundo entrou o gol. O goleiro teve uma falha absurda na cobrança de falta, deu rebote e o adversário abriu o placar. Flamengo 0 x 1 Chapecoense. Em busca do empate, o técnico Mauricinho mexeu na equipe aos 24, e tirou Thiago Maia para a entrada de Vitinho.

Arrascaeta, um dos melhores em campo do Flamengo na partida, chamou a responsabilidade e levou o Flamengo ao empate. Aos 33, o uruguaio mandou uma pancada de primeira, no cantinho de João Paulo. GOLAÇO. Flamengo 1 x 1 Chapecoense.

Não demorou muito para o Mais Querido virar o jogo e protagonizar mais uma PINTURA no Maracanã. Michael entrou na área, driblou dois, o goleiro, deixou a defesa adversária toda na saudade (cinco jogadores) e mandou pro fundo das redes. Só vale GOLAÇO! Flamengo 2 x 1 Chape.

No finalzinho do segundo tempo, Mauricinho fez mais duas substituições, e tirou Isla e Arrascaeta para as entradas de Matheuzinho e Piris. Sem mais surpresas, o Flamengo sofreu e apresentou um futebol bem questionável, mas conseguiu garantir a vitória e mais três pontos no Brasileirão. Fim de papo no Maracanã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui