Perdido, Rogério Ceni chegou a ser questionado por Thiago Maia em treino

Durante uma atividade que ocorreu no final de junho, o camisa 8 do Flamengo discordou de Ceni.

Thiago Maia, jogador do Flamengo
Thiago Maia, jogador do Flamengo – Foto: Alexandre Vidal

TORCEDORES: No meio da madrugada deste sábado (10), a torcida do Flamengo ficou sabendo oficialmente da demissão do técnico Rogério Ceni. A saída não foi uma surpresa, já que o técnico estava “fritando” há alguns dias.

A situação do treinador ficou praticamente insustentável após a derrota para o Atlético-MG no meio de semana, em partida pelo Brasileirão. Para piorar, notícias sobre o desgaste interno foram divulgadas.

Após a derrota para o Fluminense, saiu a informação de que alguns jogadores importantes do Flamengo estariam insatisfeitos com treinador. Depois, o jornalista Mauro Cezar publicou em seu blog que Ceni estava sendo mantido por causa da situação financeira do Flamengo, justamente pela dificuldade de contratar um substituto.

Na sexta-feira, um áudio vazado de um funcionário detonando Ceni se tornou viral, o que apenas aumentou o desgaste do treinador no clube. A direção estava insatisfeita, além de alguns jogadores considerados líderes do grupo. Um dos atletas que chegou a ter um atrito recente com o treinador foi Thiago Maia. Durante uma atividade que ocorreu no final de junho, o camisa 8 do Flamengo discordou de Ceni. Mesmo sendo questionado, o treinador optou pelo silêncio e não deu ouvidos ao protesto do atleta.

“No dia 29 de junho, Thiago Maia e Rogério Ceni bateram boca firme, porque o Thiago Maia uma hora fazia o que ele pedia, aí depois o Rogério Ceni mudava, aí o Thiago Maia ficava confuso em campo e falou: ‘Ué, Rogério. Toda hora você pede para mudar e tal.’ Aí o Rogério, sabe… Sem resposta, soberbo. O que Rogério estava sendo publicamente nas entrevistas, ironia, mostrando soberba, mostrando superioridade, não assumir o erro, ele era assim também nos bastidores”, informou o jornalista Venê Casagrande neste sábado (10).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui